CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

PIX: Mais de 3,5 milhões de chaves já foram cadastradas

Publicado

em

PIX: Mais de 3,5 milhões de chaves já foram cadastradas

O PIX, é uma solução criada pelo Banco Central do Brasil (Bacen) que permitirá que as pessoas realizem transferências financeiras e pagamentos no geral em até dez segundos, 24 horas por dia, 7 dias da semana e 365 dias por ano, começará a funcionar efetivamente em outubro.

A tecnologia, além de sinalizar o fim do TED e do DOC no país, deve reduzir significativamente os custos das operações, tornando os processos menos burocráticos e abrindo um leque de possibilidades para o varejo e os consumidores.

+ RECEBA NOTÍCIA ATUALIZADAS: SIGA-NOS NO TWITTER

3,5 milhões de cadastros em 8 horas

O Banco Central informou nesta segunda-feira (5) que o PIX já atingiu 3,5 milhões de cadastros de “chaves” de identificação para uso do PIX, oito horas após a abertura do prazo para essas inscrições.

Informações da Agência Brasil afirma que o tráfego de dados ao longo desta segunda-feira (05) foi acima do esperado e provocou instabilidade em aplicativos de diversas instituições financeiras.

Nas redes sociais relatos afirmam que estão enfrentando lentidão em aplicativos, principalmente durante a manhã. Responsável pela administração do sistema do Pix, o BC informou que a situação se normalizou por volta das 14h30. Embora o cadastro das chaves seja feito no aplicativo ou no site de cada instituição, os dados dos clientes são armazenados em servidores do BC.

Desburocratização das transações

Para pessoas físicas e microempreendedores, as transações serão gratuitas, exceto nos casos de recebimento de dinheiro pela venda de bens e de serviços. As pessoas jurídicas arcarão com os custos. As tarifas dependerão de cada instituição financeira, mas o BC estima que será R$ 0,01 a cada dez transações.

Veja também: PIX pode prejudicar os interesses da Ripple no Brasil

O Pix servirá não apenas para transferências instantâneas de dinheiro e poderá também ser usado para o pagamento de boletos, de contas de luz, de impostos e para compras no comércio. Com a ferramenta, será possível o cliente sacar dinheiro no comércio, ao transferir o valor desejado para o Pix de um estabelecimento e retirar as cédulas no caixa.

Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas