CONECTE-SE CONOSCO

Investimentos

Investimentos no Tesouro Direto são afetados com o novo coronavírus?

Publicado

em

Imagem: Shutterstock

O Brasileiro, em geral, não possui o hábito de planejar investimentos a longo prazo e nem de manter uma reserva financeira para emergências. Mas, esse cenário tem se modificado ao longo do tempo. 

Assim, cada vez mais pessoas se interessam em investir e ter sólidas reservas financeiras, especialmente em momentos de crise, como é o caso atual com o novo coronavírus. A previdência privada ou tesouro direto são exemplos dos investimentos possíveis e seguros de se realizar em meio a pandemia.

Esse tipo de preocupação é essencial para manter uma organização financeira e se livrar das dívidas. O planejamento a longo prazo e aplicações em investimentos permite criar um caixa de emergência para não faltar dinheiro nos momentos delicados. Isso é ainda mais necessário em momentos complicados como o que estamos passando. 

O melhor jeito de realizar um investimento e administrá-lo é conhecer como a economia funciona. Assim, é possível entender porque as aplicações, investimentos e demais operações sofrem as oscilações diárias e até mesmo prevê-las.

A pandemia e a economia

Quando pensamos na pandemia causada pelo novo coronavírus é necessário lembrar que ela afeta a forma como a economia funciona e também altera vários fatores, como os preços dos produtos.

Isso acontece porque as pessoas adaptam seus costumes de acordo com suas prioridades. Nesse caso a prioridade é cuidar de sua saúde e comprar alimentos para realizar a quarentena. Para isso, é preciso adotar algumas medidas e ajustar os hábitos cotidianos, inclusive em relação ao consumo. 

Assim, medidas como: evitar contato social e não ter contato com superfícies contaminadas viraram práticas diárias. Então, o melhor é permanecer em casa até que a situação esteja controlada e evitar qualquer risco de contágio.

Esse comportamento preventivo traz consequências para o mercado financeiro como: a redução da produção e do consumo, maior uso de cartão de crédito em vez de pagamento em dinheiro, redução na arrecadação e crescimento das compras online. 

Com os estabelecimentos fechados e os trabalhadores em casa a renda fica limitada aos gastos essenciais.

Como funciona o Tesouro Direto

O investimento no Tesouro Direto é feito a partir de cotas de títulos públicos. Ou seja, na prática, o investidor empresta dinheiro para o Governo Federal, que precisa arrecadar recursos, e depois recebe de volta com a correção de taxas e critérios de cada modalidade.

É importante saber que a rentabilidade e o retorno de um investimento do Tesouro Direto depende do título adquirido e seus critérios estabelecidos antes da aplicação.

Vantagens

Mesmo que a situação de um país esteja difícil, os riscos de um governo quebrar economicamente são menores que de um investidor comum ou uma instituição privada. Por isso, as perdas são menores e as possibilidades de retorno mais estáveis. 

VOCÊ PODE GOSTAR:  MEI: Veja as vantagens em ser um microempreendedor

Embora o título dessa aplicação possa ser vendido a qualquer momento, o que facilita para o investidor, vale ressaltar que quanto maior o tempo do investimento maior será o montante no momento de retirar o dinheiro, já que as taxas irão se acumulando ao longo do tempo.

Desvantagens

Uma questão para se considerar em relação ao Tesouro Direto é a demora para resgatar o investimento. Esse é um processo que envolve a venda dos títulos com a corretora e, posteriormente, a transferência do valor adquirido. Isso pode demorar para se concluir.

Em um período de crise e necessidade de organização e arrecadação, essa característica pode ser uma desvantagem. Caso o investidor precise fazer uma retirada emergencial, não será tão rápido quanto ele pretende.

Impactos da pandemia

Como esse investimento é um empréstimo para o governo, a pandemia causa um movimento maior nesta área do mercado. 

Isso acontece porque, ao direcionar os fundos para pesquisas, equipamentos médicos, aparelhos hospitalares e produtos farmacêuticos em escala nacional, o país gasta uma parcela muito grande de suas reservas.

Isso faz com que o governo precise de crédito para poder continuar inserindo dinheiro nessas áreas e suprir a necessidade médica da sociedade nesse momento. Assim, investir no Tesouro Direto se torna uma excelente alternativa para quem deseja uma garantia de renda extra no futuro.

Conhecer o contexto econômico

Segurança e estabilidade financeira são uma preocupação cada vez mais comum na vida do brasileiro. Quando a população atravessa um período delicado como essa pandemia, isso ganha ainda mais importância. 

Por isso, o cenário econômico e suas alterações constantes atrai a atenção das pessoas, porque ao acompanhar as movimentações é possível entender os acontecimentos.

Dessa forma cada um consegue administrar melhor seu dinheiro. É importante lembrar que é possível investir durante uma crise econômica se a pessoa tiver as informações certas. 

Com uma calculadora de investimentos e consultoria de uma corretora o investidor identifica seu perfil e a modalidade ideal para fazer sua aplicação. 

Mas entender os fatores e elementos do cenário econômico é algo essencial, pois isso também afeta as operações cotidianas.


Fonte: Onze Investimentos

Veja também: Pirâmides financeiras com Bitcoin no Brasil é o Golpe da vez

Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas