CONECTE-SE CONOSCO

Investimentos

COVID-19 e economia internacional: vale a pena comprar dólar agora?

Publicado

em

COVID-19 e economia internacional: vale a pena comprar dólar agora?
Imagem: Shutterstock

Escolher o melhor cartão pré-pago internacional ou comprar dólares? Essa pergunta é costumeiramente feita por quem deseja viajar. Com o avanço da pandemia do novo coronavírus, no entanto, os planos e rotas de voo foram todos deixados para depois.

Não por acaso: em todo o mundo, há cidades inteiras em quarentena, com nada aberto além do que é considerado essencial. O quadro é dramático, especialmente para quem não imaginava que teria que passar por isso – afinal, a última pandemia que o planeta enfrentou foi a gripe espanhola, há mais de cem anos.

Você pode se interessar: Analistas acreditam que a queda do Ibovespa ainda não chegou ao fim

Como medida de segurança, para tentar conter o avanço da contaminação, as pessoas têm apostado em isolamento social e buscado maneiras de continuar a produzir e a trabalhar em casa. Muitos negócios têm se adaptado à nova realidade, já que não sabemos ao certo quando será seguro voltar ao ritmo normal.

Muitas coisas têm acontecido ao mesmo tempo, como bem sabemos. Conflitos de interesses, circunstâncias econômicas internas e crises políticas internacionais, aliadas ao desenvolvimento da pandemia, fizeram com que o preço do dólar crescesse de forma significativa nos últimos meses.

Assim que a moeda ultrapassou a casa dos cinco reais, as pessoas começaram a se perguntar se fazia sentido comprar dólares.

Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre o assunto. Se você gostaria de saber se é um bom momento para investir nessa moeda estrangeira, confira o material que preparamos abaixo.

Antes de tudo: por que o dólar está subindo?

Como já comentamos, existem diversas questões que pressionam o câmbio. No início do ano, antes do coronavírus tomar a proporção que tomou, tivemos notícias de conflitos políticos entre os Estados Unidos e o Irã.

A ameaça de um possível combate militar fez com que houvesse valorização do dólar, em detrimento das moedas locais de países considerados emergentes (como o caso do Brasil).

Ao surgir na China, em meados de Dezembro, o novo coronavírus causou um problema significativo. A China é participante ativa do comércio internacional; quando o país apresenta dificuldades de produção e alterações comerciais, todo o planeta sente o impacto disso.

Como sabemos, não demorou para que o novo coronavírus alcançasse diversos países, afetando parte da população e paralisando atividades comerciais e o próprio fluxo de pessoas. 

VOCÊ PODE GOSTAR:  Nubank: Alimentos representam mais da metade dos pagamentos feitos pelos clientes de cartão de crédito no Brasil

Diante de um surto e com pouca perspectiva de melhora, é natural que o mercado busque formas de se preservar. Um dos mecanismos de defesa mais comuns é, como sabemos, comprar dólares.

Em um momento de pandemia, os investidores retiram o seu dinheiro de países emergentes e voltam seus olhos para as moedas mais fortes, com estabilidade. Não por acaso, o valor do dólar cresce. 

Ao mesmo tempo, enfrentamos problemas no preço do petróleo, por conta de atritos entre os sauditas e os russos, e também o que chamamos de efeito Selic.

No Brasil, a nossa taxa básica de juros caiu para 4,25% ao ano, fazendo com que o nosso país não seja mais tão atraente aos investidores internacionais. Menos dólares entrando, portanto.

Como se pode ver, o aumento significativo da moeda é reflexo de um contexto geopolítico muito maior e instável.

Vale a pena comprar dólares agora?

Depende da sua intenção. É difícil dizer quando haverá diminuição no valor do dólar, já que temos tantas variáveis na mesa.

Para termos diminuição do câmbio, teríamos que ter o fortalecimento da economia brasileira e perda de força do novo coronavírus. Durante o surto, não há grandes expectativas de valorização do real; na verdade, enquanto a pandemia estiver firme, a tendência é que o dólar tenda a avançar.

Se você está pensando em investir, portanto, saiba que ter dólares é sim uma boa ideia. Se o surto continuar, você terá um ativo valorizado e significativo.

Eu devo investir em ações?

O mês de março não foi positivo para a Bolsa de Valores: o Ibovespa fechou com a maior queda mensal da história desde 1998.

Os setores que mais têm sofrido o impacto da disseminação do novo coronavírus são: transporte aéreo, programas de fidelização, viagens e turismo, aluguel de carros, seguradoras, construção civil, eletrodomésticos.

Os setores de alimentos, minerais metálicos e papel e celulose sofreram impacto, mas têm sobrevivido melhor à crise.

Há quem diga que aproveitar a queda do Ibovespa para comprar ações, já que elas estão baratas, é uma boa ideia; há quem vá contra isso, já que não é possível saber quando teremos o final da crise que enfrentamos.

A melhor opção é ficar atento às modificações do mercado, portanto, e manter os dólares na carteira.

Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas