Connect with us

Mercado de Ações

As ações mais perigosas da bolsa de valores

Publicado

em

Investir em ações envolve riscos! O preço dos ativos pode variar de acordo com as condições dos mercados. É impossível prever exatamente o retorno dos investimentos, que podem gerar prejuízos. Por isso, é importante que os investidores tenham cautela ao escolher seus ativos.

Confira as ações mais perigosas da bolsa de valores.

Americanas (AMER3)

Americanas entrou com pedido de recuperação judicial na Justiça do Rio de Janeiro. A empresa tem 180 dias para apresentar um plano de recuperação de dívidas para evitar a falência.

Sergio Rial renunciou ao cargo de presidente da empresa após detectar inconsistências de R$ 20 bilhões nos balanços divulgados pela companhia.

A Americanas omitiu empréstimos contraídos para pagamento de fornecedores, o que levou investidores e credores a acreditarem que a empresa estava em melhor situação do que a real. Isso fez com que as ações fossem negociadas a preços mais altos e os pedidos de empréstimos recebessem tratamento mais favorável.

Há 1 anos atrás, as ações da Americanas eram negociadas na B3 a R$ 31,49. Agora, os papéis valem R$ 1,17 e excluídos de 14 índices da B3 após entrar em recuperação.

Oi (OIBR3)

Oi concluiu sua primeira recuperação judicial em dezembro de 2022, vendendo sua divisão de telefonia móvel. Durante os seis anos de reestruturação, a empresa realizou duas rodadas de demissões e mudou seu foco para serviços de internet.

Veja também:  Maiores altas e maiores quedas do Ibovespa desta quinta-feira (29)

Recentemente, entrou com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos e está se movimentando para entrar com um segundo processo de recuperação judicial no Brasil, após obter uma decisão cautelar na Justiça do Rio de Janeiro suspendendo por 30 dias a execução de cobranças de suas dívidas.

Imagem Google ação (AMER3)

Há 10 anos atrás, os papéis (OIBR3) eram negociados na bolsa de valores cotados a R$ 759,09. Hoje, a Oi é negociada a R$ 2,02 na B3 com sério risco de cair ainda mais.

IRB Brasil (IRBR3)

escândalo de fraude contábil envolvendo a empresa abalou a confiança de investidores e profissionais do mercado financeiro. O papel foi, então, fortemente desvalorizado, tendo seu preço derrubado drasticamente desde então.

Agora, a empresa está sendo alvo de processo arbitral movido por 155 gestoras, no valor de R$ 10 milhões. Entre as alegações são que as ações detidas por elas sofreram forte queda.

Aviso

Vale lembrar que investir na bolsa pode ser arriscado: sem o conhecimento certo, você pode terminar perdendo seu capital. É importante que você pesquise minuciosamente e compreenda os riscos e benefícios antes de mergulhar nesse mundo.

Compartilhar:

Tendência