CONECTE-SE CONOSCO

MEI

SP vai oferecer crédito emergencial para MEI prejudicado pela Covid-19

Publicado

em

Resumo

  • Empréstimos de até R$ 15 mil a juro zero para MEIs.
  • Financiamentos voltados a pessoas jurídicas com sede no Estado de São Paulo.
  • Meis que não tiveram acesso ao auxílio emergencial de R$ 600.
SP vai oferecer crédito emergencial para MEI prejudicado pela Covid-19

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Banco do Povo Paulista abriu duas linhas de crédito emergencial destinadas a pequenos negócios cujas atividades foram prejudicadas pela pandemia de Covid-19.

Uma delas, com aporte de R$ 15 milhões, permite empréstimos de até R$ 15 mil a juro zero para MEIs (Microempreendedores Individuais). O financiamento, em 24 parcelas, ainda conta carência de três meses para começar a ser pago.

A segunda linha, voltada a micro e pequenos empresários, tem subsídio de R$ 35 milhões para realizar financiamentos de até R$ 50 mil, com encargo de juros que variam de 0,35% a 0,55% ao mês, e parcelamento em 36 vezes. Também há carência de três meses.

Para ter acesso aos recursos, os interessados precisam atender a duas exigências: concluir pela internet um dos cursos rápidos de qualificação voltados ao empreendedorismo oferecidos pelo governo de São Paulo em parceria com o Sebrae-SP e não possuir restrições no CNPJ e no CPF.

A taxa de juros (ou a ausência dela) dependerá do tamanho do negócio, da análise de risco e da necessidade do requerente, segundo Patricia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo.

O programa, segundo a secretária, prioriza a liberação de crédito para microempreendedores individuais e microempresas mais afetados pela crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus.

“Estamos olhando para os setores mais vulneráveis e que empregam muita gente”, diz a secretária. “São trabalhadores das áreas de beleza, bares, restaurantes, eventos e outros da chamada economia criativa que foram muito afetados pela redução da atividade econômica.”

CURSOS

Os cursos rápidos de qualificação empreendedora são oferecidos pelo Centro Paula Souza, por meio do programa Via Rápida, e pelo Sebrae-SP.

A formação busca melhorar a produtividade e a reduzir custos dos negócios. As inscrições podem ser realizadas no site www.empreendarapido.sp.gov.br.

Na página do Empreenda Rápido, ao clicar em “já tenho CNPJ”, o cidadão encontrará os cursos disponíveis para gestão conforme o porte do negócio: microempreendedor individual (MEI) ou pequenas e microempresas (ME/EPP).

COMO PEDIR

Os financiamentos são voltados a pessoas jurídicas com sede no Estado de São Paulo. Podem pedir o microcrédito empresas e empreendedores registrados como:

– MEI (Microempreendedor Individual)

– ME (Microempresa)

– Ltda (Sociedade Empresarial de Responsabilidade Limitada)

– Eireli (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada)

– A solicitação de crédito pode ser realizado pelo site do Banco do Povo: www.bancodopovo.sp.gov.br.

Na página do Empreenda Rápido, ao escolher a opção voltada a quem já possui CNPJ e o tipo de negócio (MEI ou ME/EPP), o empreendedor encontrará ao final da tela as informações sobre o crédito.

De acordo com as informações disponíveis na página, a linha de crédito sem cobrança de juro é direcionada a microempreendedores individuais.

FALTA DE CRÉDITO

A falta de crédito para micro e pequenas empresas reduziu o alcance das medidas adotadas pelo governo para preservar empregos e a renda dos trabalhadores do setor formal da economia na pandemia do coronavírus, segundo pesquisadores do Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento), que é ligado à USP (Universidade de São Paulo).

Os mais prejudicados pela falta de crédito às empresas, segundo os pesquisadores, foram trabalhadores de renda média, que não tiveram acesso ao auxílio emergencial de R$ 600, pago aos mais pobres, e que trabalhavam em empresas que não conseguiram mantê-los empregados com a paralisia da economia.

[Matéria publicada originalmente no FOLHAPRESS]

Veja também: Mei tem direito ao Saque do PIS/PASEP? Veja as regras

Compartilhe:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Receba notícia atualizadas