CONECTE-SE CONOSCO

Mercado de Ações

Oi: Grupamento de ações não foi descartado, próxima assembleia será decisiva

Publicado

em

Informações são que o grupamento de ações será aprovado na próxima assembleia geral de credores (AGC), que deverá ocorrer até o dia 6 de novembro. A operadora já tinha pedido um prazo maior à B3 que foi aceito, na época o argumento da Oi (OIBR3;OIBR4) para o pedido foi “evitar quaisquer prejuízos aos acionistas e credores da companhia”.

Veja também: Porque ação da Oi mesmo valendo centavos está muito cara?

O Grupamento de ações ocorre quando uma companhia decide elevar o preço da ação para facilitar sua negociação em bolsa, as ações com preço baixo acaba dificultando as operações.

O grupamento de ações é uma das prioridades da Oi no plano de reestruturação da companhia. Além disso, a ideia é dividir a empresa em quatro grandes áreas e vender o negócio de telefonia móvel por pelo menos R$ 15 bilhões.

Dessas quatro divisões, três poderiam ser vendidas integralmente. A empresa, porém, quer manter controle de pelo menos 49% do capital econômico da área de infraestrutura e reter os dividendos da parte que for vendida.

Bancos credores são contra mudança no plano de recuperação proposto pela Oi. Caixa, Banco do Brasil e Itaú são contra as mudanças propostas pela operadora Oi no plano de recuperação judicial. As instituições estão entre os oito maiores credores da Oi que somam uma fatia de R$ 7,83 bilhões.

Veja também: UBS reitera compra das ações da B3 e eleva preço-alvo de R$ 47 para R$ 58

Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas