Connect with us

MEI

MEIs inadimplentes têm até 31 de dezembro para regularizar seus débitos

Publicado

em

MEIs inadimplentes têm até 31 de dezembro para regularizar seus débitos, sob pena de perderem seus direitos
Imagem: Reprodução Internet

O Microempreendedor Individual (MEI) é um regime tributário simplificado que permite a formalização de pequenos negócios. Para se enquadrar no MEI, o empreendedor deve faturar até R$ 81.000,00 por ano e ter, no máximo, um funcionário.

Google news

A inadimplência com os impostos devidos pelo MEI pode levar à exclusão do Simples Nacional. Essa situação pode trazer consequências graves para o empreendedor, como a perda da condição de segurado do INSS e a impossibilidade de emitir nota fiscal.

400 mil MEIs estão inadimplentes

Segundo informações da Receita Federal, quase 400 mil MEIs estão inadimplentes, com dívidas que somam R$ 2,25 bilhões. A maioria desses MEIs está inadimplente com o pagamento da DAS, que é a contribuição mensal devida ao INSS e ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A Receita Federal tem notificado os MEIs inadimplentes por meio de mensagem disponibilizada pelo DTE-SN e envio do Termo de Exclusão. O Termo de Exclusão é um aviso prévio informando sobre a possibilidade da exclusão do Simples Nacional.

Veja também:  BNDES MEI: até quanto Microempreendedor pode financiar?

Para evitar a exclusão do Simples Nacional, o MEI deve regularizar a totalidade dos seus débitos no prazo de 30 dias a contar da data de ciência do Termo de Exclusão. A ciência se dá no momento da primeira leitura, se o contribuinte acessar a mensagem dentro de 45 dias contados da disponibilização do referido Termo, ou no 45º dia contado da disponibilização do Termo, caso a primeira leitura seja feita posteriormente a esse prazo.

O MEI que desejar impugnar o Termo de Exclusão deverá encaminhar a contestação dirigida ao Delegado de Julgamento da Receita Federal do Brasil e protocolizá-la via internet.

ATENÇÂO:

A exclusão do Simples Nacional pode trazer consequências graves para o MEI. Por isso, é importante que os MEIs se atentem aos prazos e às regras para evitar essa situação.

Compartilhar:

Tendência