Connect with us

Dinheiro

DOC e TEC: o fim de uma era para dar lugar ao PIX

Publicado

em

DOC e TEC: o fim de uma era para dar lugar ao PIX
Imagem: Rawpixel / Freepik
Google news

A partir de 15 de janeiro, o Documento de Ordem de Crédito (DOC) e a Transferência Especial de Crédito (TEC) serão descontinuados. Essas opções de transferência foram gradualmente abandonadas desde o lançamento do Pix em novembro de 2020. Conforme dados do banco central, as transações via DOC totalizaram 18,3 milhões no primeiro semestre de 2023, representando apenas 0,05% do total.

Enquanto isso, o uso do DOC deixou de ser a preferência dos brasileiros, cedendo lugar ao Pix, que se tornou a opção favorita, com 17,6 bilhões de transações. O Banco Central destacou que esses números evidenciam a ampla adesão de pessoas e empresas ao Pix.

Com o aumento do uso do Pix, também houve um aumento significativo nos golpes envolvendo essa forma de transferência rápida e instantânea, com criminosos se aproveitando para enganar vítimas. Diante disso, o Banco Central está priorizando a implementação de medidas para reforçar a segurança do Pix.

Veja também:  BC comunica vazamento de dados de 2,1 mil chaves Pix

Recentemente, o Pix recebeu melhorias em termos de segurança, incluindo aprimoramentos nas informações armazenadas pelo Banco Central para fins de segurança, as quais são compartilhadas com as instituições financeiras e de pagamento participantes do Pix.

Estas informações são utilizadas para a prevenção de fraudes. Além disso, o Banco Central reformulou os dados a serem disponibilizados às instituições no contexto da análise antifraude de transações Pix, permitindo o acesso a um conjunto mais abrangente de informações. Isso inclui, por exemplo, a quantidade de infrações relacionadas ao usuário ou à chave Pix, bem como informações relacionadas a um período mais longo, indo de 6 meses a até 5 anos.

Compartilhar:

Tendência