Connect with us

Empresas

Ações da Petrobras tomba 30% na bolsa de valores; Petróleo tem pior queda desde a Guerra do Golfo

Publicado

em

Ações da Petrobras tomba 30%

Petrobras já perdeu R$90 bilhões

SÃO PAULO (Reuters) – A bolsa paulista fechou com fortes quedas nesta segunda-feira, marcada por circuit breaker, com as ações da Petrobras (PETR4) (PETR3) desabando mais de 30% após decisão da Arábia Saudita derrubar os preços do petróleo e adicionar incertezas a um mercado já melindrado por preocupações com os reflexos do coronavírus na economia global.

Segundo dados preliminares, o Ibovespa caiu 12,3%, a 85.931,36 pontos, mínima desde dezembro de 2018 e a maior queda percentual diária desde setembro de 1998, ano marcado pela crise financeira russa. O volume financeiro era expressivo e superava 41,6 bilhões de reais.

Por Paula Arend Laier

Petróleo em crise

Com os preços das ações mergulhando em meio à guerra dos preços do petróleo e à crise dos coronavírus, o presidente dos EUA, Donald Trump, se reuniu com seus assessores econômicos, incluindo o secretário do Tesouro Steven Mnuchin, que lhe apresentará opções políticas para combater as ameaças emergentes na economia. 

Veja também:  Petrobras perde R$ 55,3 bilhões em valor de mercado; investidores temem retorno ao passado

Os executivos de Wall Street devem estar na Casa Branca na quarta-feira para discutir a situação do mercado e seu impacto na economia dos EUA, apurou a VOA News.
Enquanto o Dow Jones Industrial Average mergulhava mais de 2.000 pontos durante as negociações de segunda-feira de manhã, Trump, via Twitter, culpou a queda do mercado na Arábia Saudita e na Rússia discutindo sobre o preço e o fluxo do petróleo.



Veja também: Pânico faz Ibovespa fechar em queda de 4,14%, a 97 mil pontos

Compartilhar:

Tendência