Connect with us

Notícias

Para salvar os filhos da Polícia federal, Bolsonaro sacrifica o governo

Publicado

em

Para salvar os filhos da Polícia federal, Bolsonaro sacrifica o governo
FOTO: ALAN SANTOS/PR

Na tentativa de salvar os filhos da Polícia federal. O presidente Jair bolsonaro, deixou escapar do governo o simbolo da lava jato, o ex juiz Sergio moro, que não aceitou a interferência em seu ministério.

Em pronunciamento, Sergio Moro revelou que reunião com Bolsonaro no Palácio do Planalto, o presidente o avisou que exonerar Maurício Valeixo do cargo de diretor-geral da PF o motivo seria o andamento de investigações autorizadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Sergio moro revelou que diversas vezes Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal e que isso é inaceitável. “Saio para preservar minha biografia”, disse o então ex ministro da justiça.

Bolsonaro e a velha política

De acordo com a Folha a disputa com Maia fez Bolsonaro acenar com cargos ao centrão para formar sua base, o ministro Walter Braga Netto (Casa Civil) já recebeu três líderes do bloco no Planalto. O gesto político ocorreu um dia após Bolsonaro atacar Maia e dizer que o presidente da Câmara quer tirá-lo do poder.

Veja também:  Ibovespa tem 1ª perda mensal desde fevereiro com inflação e política endossando ajuste

Instabilidade política faz dólar fechar em alta

dólar comercial subiu 2,53%, para R$ 5,6653 na compra e R$ 5,6681 na venda. A moeda chegou a atingir R$ 5,7462. Nas casas de câmbio, as cotações eram bem maiores.

Veja também: UBS acredita que dólar pode ir a R$7,35 ao fim de 2021

Compartilhar:

Tendência