Connect with us

MEI

Governo federal cria página para ajudar MEIs a não caírem em golpes

Publicado

em

Governo federal cria página para ajudar MEIs a não caírem em golpes

Com o aumento no número de novos empreendedores, os criminosos estão se aproveitando da inexperiência para roubar os MEIs. Existem diversos tipos de golpe do MEI, desde cobrança de boletos indevidos, e-mails informando pendências na DASN SIMEI, falso auxílio empreendedor, golpes do DAS, empréstimos falsos e sites falsos de abertura de MEI.

Resumo

  • MEI
  • Como se proteger contra os golpes do MEI
  • Propostas de empréstimos falsos

Tipos de golpes MEI

Boletos indevidos: Nesse golpe os crimonosos enviam boletos por e-mail ou correspondência, alegando que são do MEI. No entanto, esses boletos são falsos e os valores cobrados são geralmente baixos. O objetivo dos golpistas é enganar o MEI para que ele pague o boleto, sem perceber que está sendo roubado.

E-mail com pedidos de retificação da declaração anual do Simples Nacional do MEI ou informações sobre pendências na declaração do imposto de renda: Os golpistas enviam e-mails ao MEI, alegando que há pendências na declaração anual do Simples Nacional ou no imposto de renda. Eles solicitam que o MEI clique em um link para acessar um site falso, onde será solicitado a fornecer seus dados pessoais e bancários. Os golpistas então usam essas informações para roubar o MEI.

Veja também:  MEI: Sebrae oferece cursos gratuitos com certificação para Microempreendedores

Propostas de empréstimos falsos: Os golpistas entram em contato com o MEI por meio de WhatsApp, SMS, ligação telefônica ou redes sociais, oferecendo empréstimos com juros muito baixos. No entanto, esses empréstimos são falsos e os golpistas solicitam que o MEI pague uma taxa inicial para liberar o dinheiro. Depois que o MEI paga a taxa inicial, ele nunca recebe o empréstimo.

Sites falsos que prometem abertura do CNPJ: Os golpistas criam sites falsos que se assemelham ao site oficial do governo para abertura do CNPJ. Esses sites solicitam que o MEI forneça seus dados pessoais e bancários. Depois que o MEI fornece essas informações, os golpistas as usam para roubar o MEI.

Na tentativa de auxiliar os novos empreendedores, o governo federal criou uma página dedicada a auxiliar os MEIs a não caírem em golpes. Na página também oferece informações sobre como denunciar golpes contra MEIs.

Se você acredita que foi vítima de um golpe, você pode denunciá-lo ao Ministério da Economia através do telefone 156 ou pelo site da Secretaria da Receita Federal.

Compartilhar:

Tendência