CONECTE-SE CONOSCO

Empresas

Ambev lucra 9,7% menos no 3º tri

Publicado

em

A fabricante de bebidas Ambev (ABEV3) reportou nesta sexta-feira um lucro líquido 9,7% menor no terceiro trimestre em relação ao mesmo período de 2018, refletindo a estagnação dos volumes após vendas mais fracas no Brasil, enquanto os custos e as despesas gerais cresceram no período.

A subsidiária brasileira da Anheuser Busch InBev lucrou 2,604 bilhões de reais entre julho e setembro, em linha com a estimativa média de analistas consultados pela Refinitiv, de 2,537 bilhões de reais.

A receita líquida trimestral da Ambev subiu 8,1% ano a ano, para 11,96 bilhões de reais, enquanto os volumes aumentaram apenas 0,8% na mesma comparação, para 37,8 milhões de hectolitros. Como resultado, a receita por hectolitro avançou 7,2%.

Ainda assim, o custo total de produtos vendidos somou 5,23 bilhões de reais, alta de 19,8% em relação ao terceiro trimestre de 2018, puxado principalmente por pressões inflacionárias na Argentina, taxa de câmbio e preços mais altos de commodities.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Intelbras tem lucro de R$ 89,7 milhões no 1T, alta de 468% na base anual

No Brasil, o maior mercado da matriz AB InBev depois dos Estados Unidos, a empresa viu os volumes de venda caírem quase 3% após reajuste de preços e diante de condições macroeconômicos ainda desafiadoras, enquanto a concorrência promoveu descontos no período.

“Os desafios enfrentados no terceiro trimestre, alguns dos quais continuam no quarto trimestre, podem inibir nossa capacidade de acelerar o crescimento de Ebitda no Brasil este ano”, alertou a Ambev no material de divulgação do balanço.

No trimestre encerrado em 30 de setembro, a companhia apurou um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 4,41 bilhões de reais, queda de 4% em relação ao mesmo período de 2018. Analistas, em média, previam Ebitda de 4,863 bilhões de reais, de acordo com levantamento da Refinitiv.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Após salto da receita no 1º tri, Ambev agora mira ampliar margens

As despesas financeiras da Ambev encolheram 53,7% no terceiro trimestre, mas os gastos gerais, com vendas e administrativos subiram 6,8% na mesma base.

A Ambev, na qual a AB InBev detém participação de 61,9%, está presente em 16 países nas Américas, incluindo Argentina e Canadá.

As ações da Ambev negociadas na bolsa paulista já subiram quase 25% até agora neste ano, praticamente anulando a queda de 25,4% registrada em 2018.

Por Gabriela Mello

Fonte: Reuters

Compartilhar:

Siga-nos no Google News

Siga-nos nas Redes Sociais

Ações Mais Procuradas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mercado de Ações38 minutos atrás

Ações da Lojas Americanas saltam 27% após proposta de reestruturação

As ações da Lojas Americanas saltaram mais de 20% nesta segunda-feira (18), após anúncio de uma possível combinação operacional de...

Mercado de Ações6 horas atrás

Locaweb avalia mudar sede e ser listada nos EUA, diz site

De acordo com informações do Brazil Journal, a Locaweb estaria em conversas com bancos para listagem nos EUA, a empresa...

Mercado de Ações12 horas atrás

B3 oferece cursos para quem quer aprender a operar no mercado de ações

Aulas são gratuitas e gravadas A B3 (B3SA3), bolsa de valores de São Paulo, está oferecendo seis cursos para quem...

Mercado de Ações12 horas atrás

Ações da Oi disparam 12% após Cade aprovar em definitivo operação da UPI InfraCo

Nesta segunda-feira (18), as ações da Oi iniciaram o pregão com forte valorização na bolsa de valores (B3SA3) após o Cade aprovar em definitivo a operação de alienação parcial da...

Empresas12 horas atrás

Oi: Cade aprova operação de alienação parcial da UPI InfraCo

A Oi (OIBR3;OIBR4), anunciou nesta segunda-feira (18), que a Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (CADE) aprovou...

Criptomoedas23 horas atrás

Cardano (ADA) vai cometer um grande erro se não queimar seus tokens, diz analista

Cardano (ADA) não queimará seus tokens O fundador da Cardano, Charles Hoskinson, afirmou que a rede não vai queimar seus...

Receba notícia atualizadas