Connect with us

Empresas

Oi: Vê caixa financeiro diminuir

Publicado há

em

Foto: Bruno do Amaral

O caixa operacional líquido da Oi continua negativo. No valor é de R$ 242 milhões. Muito menor que foi apresentado em julho de R$ 540 milhões, uma queda de 55%.

De acordo com o escritório de advocacia, responsável pela recuperação judicial da Oi existe um impacto também da menor arrecadação no pós-pago, a receita com clientes teve uma queda de 12,7% em comparação com 2018.

Para entender como a Oi chegou na geração negativa de R$ 242 milhões, há a informação de que os pagamentos custaram R$ 1,577 bilhão e os investimentos estiveram em torno de R$ 656 milhões.

Os recebimentos da tele carioca terminaram com o registro de R$ 1,991 bilhão. É uma queda de R$ 378 milhões se comparado ao mês de julho. O caixa final da Oi em agosto foi de R$ 3,083 bilhões.

A estratéga da operadora em dar destaque para a expansão da fibra ótica. Em comparação ao mês anterior, os investimentos caíram 6,6%. É um resultado que está dentro do que era previsto pela tele.

Já nos pagamentos, a soma final foi de R$ 1,577 bilhão, uma diminuição de R$ 630 milhões. A responsabilidade para a menor saída de caixa caiu nos fornecedores, o recuo registrado é de R$ 462 milhões.

A administração destaca que o saldo final está relacionado aos investimentos e aceleração da fibra ótica e conexão móvel.

Os resultados trimestrais da operadora foram adiados para o dia 2 de dezembro, quando teremos um melhor panorama da atual situação da tele.

Em outubro, Lauro jardim, em sua coluna, disse que após Oi apresentou uma melhora operacional e terminou setembro estável.

Tendência