CONECTE-SE CONOSCO

Empresas

Oi propõe fim da recuperação judicial em 2022

Publicado

em

Oi propõe fim da recuperação judicial em 2022
Logo da Oi em orelhão no Rio de Janeiro 1/11/2017 REUTERS/Ricardo Moraes

Na Assembleia Geral de Credores (AGC) virtual, realizada na última terça-feira, (08), a quarta maior empresa de telefonia do Brasil Oi (OIBR3;OIBR4) que está em recuperação judicial apresentou ajustes à proposta de aditamento do Plano de Recuperação Judicial.

Você pode se interessar: Novo plano de recuperação judicial da Oi será aprovado

Oi propõe fim da recuperação judicial

Que inclui o fim da recuperação judicial em 2022, a data poderá ser prorrogada “por motivo de força maior identificado e aprovado pelo juízo”. A empresa também incluiu a proposta da Claro, TIM e Vivo que estão dispostas a pagar R$ 16,5 bilhões pela operação móvel da Oi.

Informações do correio braziliense diz que a companhia propôs leilão reverso em dois turnos, visando a desalavancagem de curto prazo, sendo a primeira etapa para credores de títulos com maturidade em até 24 meses da data do leilão.

Já a segunda etapa seria destinado a credores com títulos com maturidade após 24 meses da data do leilão.

Ações da Oi subindo

Nesta terça-feira, as ações preferenciais da Companhia (OIBR4) fecharam cotadas em R$ 3,02, alta de +5,96%. Já as ações ordinárias (OIBR3) terminaram o dia valendo (+1,09) a R$ 1,89.

Veja também:

Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas