Connect with us

Empresas

Oi propõe fim da recuperação judicial em 2022

Publicado

em

Oi propõe fim da recuperação judicial em 2022
Logo da Oi em orelhão no Rio de Janeiro 1/11/2017 REUTERS/Ricardo Moraes

Na Assembleia Geral de Credores (AGC) virtual, realizada na última terça-feira, (08), a quarta maior empresa de telefonia do Brasil Oi (OIBR3;OIBR4) que está em recuperação judicial apresentou ajustes à proposta de aditamento do Plano de Recuperação Judicial.

Você pode se interessar: Novo plano de recuperação judicial da Oi será aprovado

Oi propõe fim da recuperação judicial

Que inclui o fim da recuperação judicial em 2022, a data poderá ser prorrogada “por motivo de força maior identificado e aprovado pelo juízo”. A empresa também incluiu a proposta da Claro, TIM e Vivo que estão dispostas a pagar R$ 16,5 bilhões pela operação móvel da Oi.

Informações do correio braziliense diz que a companhia propôs leilão reverso em dois turnos, visando a desalavancagem de curto prazo, sendo a primeira etapa para credores de títulos com maturidade em até 24 meses da data do leilão.

Veja também:  Oi (OIBR3) irá anunciar grupamento de ações até julho

Já a segunda etapa seria destinado a credores com títulos com maturidade após 24 meses da data do leilão.

Ações da Oi subindo

Nesta terça-feira, as ações preferenciais da Companhia (OIBR4) fecharam cotadas em R$ 3,02, alta de +5,96%. Já as ações ordinárias (OIBR3) terminaram o dia valendo (+1,09) a R$ 1,89.

Veja também:

Compartilhar:

Tendência