Connect with us

Empresas

Oi pretende sair da recuperação judicial em maio de 2022

Publicado

em

A Oi (OIBR3;OIBR4) é uma das empresas brasileiras que tiveram de recorrer a uma medida extrema para evitar falência e demissões em massa.

A Recuperação da Oi

A quarta maior operadora do Brasil, a Oi, requereu a recuperação judicial em 20 de junho de 2016, com base na Lei de Recuperação Judicial e Falências.

O pedido foi deferido em 29 de junho de 2016 pelo juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro.

Na época a decisão do juiz Fernando Viana, titular da vara, considerou o fato de:

A empresa ser uma das maiores no setor de telecomunicação em todo o mundo e o impacto que ela representa na economia do país.

Falência da Oi deixaria mais de 2 mil cidades sem internet ou telefone. isso acendeu o alerta do governo federal e principalmente dos acionistas da empresa.

Oi pretende sair da recuperação judicial

Oi já colocou em pratica seu plano de reestruturação vendendo parte de seus ativos. A Oi pretende vender até 51% da unidade de infraestrutura de fibra InfraCo para financiar sua expansão.

Veja também:  Oi: Justiça autoriza nova assembleia geral para aditamento do plano de recuperação

De acordo com a Reuters, a empresa definiu o valor mínimo para a venda de sua unidade de fibra em 20 bilhões de reais e a operadora Oi pretende concluir a venda até setembro de 2021.

Atualmente, a operadora está negociando seus ativos móveis que estavam bem disputados. A Highline controladora da americana Digital Colony chegou a firmar contrato de exclusividade com a operadora. Mas, TIM (TIMP3), Vivo (VIVT4) e Claro fizeram uma proposta avassaladora de R$ 16,5 bilhões, que tirou a concorrente da disputa.

A Oi também está oferecendo aos credores a redução dos descontos sobre os valores devidos caso concedam novos empréstimos ou cartas de fiança à empresa. Os descontos propostos podem cair de 60% para até 40% se os credores fornecerem mais empréstimos à Oi, por exemplo.

Com reuters

Compartilhar:

Tendência