CONECTE-SE CONOSCO

Mercado de Ações

Oi: Ações sobem após justiça negar suspensão de assembleia

Publicado

em

Oi: Ações sobem após justiça negar suspensão de assembleia

As ações da operadora Oi sobem após a juíza Fabelisa Gomes Leal, da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro rejeitar o pedido para adiar por 60 dias a Assembléia Geral dos Credores do Grupo Oi.

Veja também: Oi quer decidir sobre venda da telefonia móvel em assembleia(Abre numa nova aba do navegador)

Com isso, às 13h30, OIBR3 estavam sendo negociadas valendo R$ 1,72 alta de (+7,50%). Já as ações preferenciais, OIBR4 estavam valendo R$ 2,38 alta de (+5,31%).

De acordo com o site Telesintese, a juíza manteve a realização da assembleia de forma virtual confirmada para 8 de setembro, indeferindo os argumentos apresentados pela unidade da AGU de que a União precisa desse prazo paras concluir a negociação da dívida da operadora de cerca de R$ 13 bilhões, com base na  Lei nº 13.988, de 14 de abril  deste ano.

Essa lei reduz em até 50% créditos  nas obrigações acessórias de autarquias federais contra devedores em recuperação judicial.

BB e Itaú lutam na justiça pelo cancelamento da assembleia. O Banco do Brasil colocou vários obstáculos como justificativas para impedir a realização da AGC, anular o direito de voto dos bondholders é um dos pedidos.

Para o BB um novo plano beneficiária essa classe de bondholders que já teriam tido seus créditos pagos.

Mais sobre ações da Oi: Oi Telecom: Por que as ações sobem mesmo com prejuízos e rating cortado?

Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas