Connect with us

Mercado de Ações

Joesley Day: CVM absolve Joesley Batista de acusações de insider trading

Publicado

em

Joesley Day: CVM absolve Joesley Batista de acusações de insider trading

Os processos foram iniciados após a decisão de Joesley Batista de fazer uma delação envolvendo o ex-presidente da República, Michel Temer.

O vazamento de uma conversa entre eles, contendo indícios de corrupção, causou uma crise no mercado, com uma desvalorização cambial que não era observada há 14 anos, juntamente com uma forte queda no índice Ibovespa. Esse incidente ficou conhecido como “Joesley Day“.

Naquela época, um relatório elaborado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) indicava que os irmãos Wesley e Joesley Batista obtiveram um lucro de R$ 73 milhões através do uso de informações privilegiadas no mercado financeiro.

Veja também:  Confira as ações com maiores baixas e altas desta segunda-feira

Passados seis anos, o colegiado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) alcançou uma maioria favorável à absolvição de Joesley Batista e Emerson Fernandes Loureiro, ex-superintendente de tesouraria do Banco Original, da acusação de utilização de informações privilegiadas para realizar transações com derivativos de taxa de juros.

Os diretores Otto Lobo, Alexandre Rangel e João Accioly, juntamente com o presidente João Pedro Nascimento, votaram a favor da absolvição. A diretora Flavia Perlingeiro solicitou mais tempo para analisar o processo, resultando na suspensão do julgamento.

Compartilhar:

Tendência