Connect with us

Mercado de Ações

Ibovespa acumula segundo mês de queda sem trégua em riscos locais

Publicado

em

Ibovespa acumula segundo mês de queda sem trégua em riscos locais

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa fechou em queda nesta terça-feira, acumulando o segundo mês consecutivo de perdas, com a percepção de aumento do risco fiscal e preocupações com a crise político-institucional no país prevalecendo sobre entradas líquidas de estrangeiros no mercado acionário brasileiro.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa acumulou em agosto uma perda de 2,48%, com a performance no ano agora negativa em 0,20%.

As maiores quedas no mês foram CSN ON (CSNA3), com declínio de 23,35%, Via ON, com recuo de 17,47%, e Ultrapar (UGPA3) ON, com perda de 17,25%. Na outra ponta, os destaques foram Embraer (EMBR3) ON, com alta de 25,98%, CPFL Energia (CPFE3), com ganho de 14,69% e Braskem (BRKM5) PNA, com acréscimo de 14,27%.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Bolsa de valores está perdendo espaço para as criptomoedas

Nesta terça-feira, o Ibovespa fechou em queda de 0,80%, a 118.781,03 pontos, afastando-se das mínimas do pregão, quando chegou a cair a 117.910,97 pontos.

Compartilhar:
Advertisement

Estamos no Google News

Google news

ÚLTIMAS NOTÍCIAS