Connect with us

Politica

Governo monitora risco de greve na Petrobrás

Publicado

em

General Heleno e os ministros do TST manifestaram preocupação com a postura dura das estatais

(Gabinete de Segurança Institucional) tem monitorado de perto negociações salariais nas empresas estatais. O Palácio do Planalto teme um efeito cascata de paralisações.

Segundo relatos feitos à Folha de São paulo, Heleno pediu a assessores do governo que o mantenham a par das novidades em relação às negociações das categorias. Os informes são reportados ao presidente Jair Bolsonaro.

Veja também:  Lei das Teles: Comissão aprova texto de nova lei de telecomunicações; mercado reage

As atenções estão voltadas principalmente para a Petrobras PETR4.

preocupação de Heleno é que eventuais paralisações afetem a atividade econômica e gerem instabilidade social, impulsionadas não apenas por discussões trabalhistas, mas pelo plano de privatizações do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Entre as estatais com potencial de venda de ativos, Petrobras, Eletrobras e Correios

Compartilhar:
Continuar Lendo Notícia

Tendência