Connect with us

Notícias

Confira a “Black Friday das ações” segundo corretora

Publicado há

em

Crédito da imagem: Revista Exame

A XP investimentos listou 10 ativos que apresentam boas oportunidades de compras. Analistas se utilizaram de indicadores que mostraram que esses papéis estão baratos.

JBS (JBSS3): A negociação de 5,5 vezes o EV/EBITDA estimado para 2020 e o cenário externo são indícios de fortes resultados para a empresa no próximo ano.

UNIDAS (LCAM3): A locadora de veículos Unidas negocia a cerca de 17 vezes o preço/lucro, um desconto de mais de 30% em relação às ações da concorrente Localiza, de acordo com a equipe da XP. A Unidas teve alta anual de 40,5%, e a expectativa é que tenha espaço para mais alta.

Banco do Brasil (BBAS3): O banco estatal negocia a 1,3 vezes seu valor patrimonial representando um desconto de 34% em relação ao Bradesco e 46% em relação ao Santander.

VALE (VALE3): O múltiplo da mineradora Vale é de 4,6 vezes o EV/EBITDA estimado para 2020, 12% abaixo da média histórica da mineradora. Analistas apontam para a geração de fluxo de caixa positivo para 2020 mesmo com a queda da cotação de minério de ferro.

PÃO DE AÇÚCAR (PCAR4): Enquanto o setor de varejo de alimentos tem um múltiplo P/L (preço sobre o lucro) de 23,5 vezes para 2020, o Pão de Açúcar negocia em 14,2 vezes. Já o múltiplo implícito da operação do GPA no Brasil é de 11,6 vezes, contra 16,9 vezes para o Carrefour Brasil. Analistas apontam que o desconto atual não é compatível com o projeto de reestruturação do Grupo Casino na América Latina e a entrada no Novo Mercado em 2020.

VIA VAREJO (VVAR3): Analistas da XP Investimentos acreditam que o valor negociado possa estar comprimido devido à erros operacionais e fraco desempenho em 2019. Eles esperam um melhor desempenho para o próximo ano segundo o EV/GMV (Valor da Empresa sobre as Vendas Online).

AES TIETE (TIET11): A preocupação com a falta de chuvas para 2020 e as consequências para as geradoras hidroelétricas fazem com que a AES tenha uma Taxa Interna de Retorno (TIR) de 14,9%. Um desconto alto segundo analistas.

ENERGIAS DO BRASIL (ENBR3): Já a ENBR tem uma TIR de 12,7% o que segundo analistas é injustificado.

COPEL (CPLE6): Com 11,4% de TIR a Copel se encontra com um preço de negociação baixo, muito devido à má gestão, porém analistas creem que ações da nova gestão devem fazer com que esse desconto seja diminuído.

SANEPAR (SAPR11;SAPR3;SAPR4): Analistas citam que a queda dos preços dos ativos esteve relacionada aos questionamentos dos TCE sobre o reajuste tarifário de 2019 e que esse assunto já foi resolvido.

Esse artigo contém trechos retirados da matéria original publicada no portal InfoMoney em 28/11/2019 e pode ser lido na íntegra aqui.

Aviso de Risco

O Money Invest preza a qualidade da informação e apura o máximo do conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes. As informações contidas neste site não foram avaliadas pela B3 S/A – Brasil, Bolsa Balcão ou qualquer outro órgão de investimentos. As informações compartilhadas aqui são apenas para fins educacionais. Você deve consultar um especialista certificado ou entidades específicas antes de agir sobre qualquer conteúdo deste site, especialmente se estiver endividado ou investindo. Todos os anúncios, ofertas, promoções, marcas, textos e conteúdos de terceiros veiculados através do site são de propriedade de seus respectivos titulares. Caso você encontre alguma informação errada ou incompleta, por favor entre em contato para fazermos os devidos ajustes.

Tendência