Connect with us

Dinheiro

Caixa Econômica Federal anuncia cobrança no uso do PIX

Publicado

em

A cobrança será direcionada aos clientes classificados como “Pessoa Jurídica” e se refere ao envio e recebimento de transações PIX.

Imagem: Marcelo camargo/Agência Brasil

A Caixa Econômica Federal anunciou que passará a cobrar tarifas dos clientes Pessoa Jurídica pelo envio e recebimento de transações PIX.

Essa medida terá um impacto significativo nos micro e pequenos empreendedores, que dependem do PIX para obter grande parte de sua receita.

O Banco informou que a cobrança foi autorizada pelo Banco Central desde o final de 2020 e já está sendo praticada por outras instituições financeiras. Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, Santander e Safra são exemplos de instituições financeiras que já optaram por cobrar tarifas em transações envolvendo pessoas jurídicas.

Veja as tarifas do Pix para pessoas jurídicas:

Tarifa Pix cobrada para transferências

  • Banco do Brasil:  0,99% do valor da transação, com tarifa mínima de R$ 1 e máxima de R$ 10.
  • Bradesco: 1,40% do valor por transação, sendo que o valor mínimo é de R$ 0,90 e o valor máximo é de R$ 9,00.
  • Itaú: 1,45% do valor da transação, com tarifa mínima de R$ 1,75 e máxima de R$ 9,60
  • Santander – 1% do valor da transação, com tarifa mínima de R$ 0,50 e máxima de R$ 10.
  • Transfeera: R$ 0,85 e R$ 0,30, a depender da quantidade de pagamentos.
Veja também:  Beneficiários com NIS final 5 recebem hoje o Auxílio Brasil

Tarifa Pix cobrada para recebimento

  • Bradesco: cobra 1,40% do valor por transação, sendo que o valor mínimo é de R$ 1,65 e o valor máximo é de R$ 145,00.
  • Banco do Brasil – QR Code: 0,99% do valor da transação, com tarifa máxima de R$ 140.
  • Itaú: até 1,45% do valor da transação, com tarifa mínima de R$ 1 e máxima de R$ 150.
  • Santander – QR Code estático ou dinâmico: R$ 6,54; QR Code via checkout: 1,4% do valor transação, com tarifa mínima de R$ 0,95.
  • Transfeera: R$ 0,85 e R$ 0,30, a depender da quantidade de pagamentos.

*Recomendamos verificar a tabela de tarifas atualizada de cada instituição.

 

Compartilhar:

Tendência