Connect with us

Criptomoedas

Bitcoin ultrapassa US$ 50.000 pela primeira vez desde 2021

Publicado

em

Foto de Kanchanara / Unsplash
Google news

O Bitcoin (BTC) voltou a ultrapassar a marca dos US$ 50.000 nesta segunda-feira (12), pela primeira vez desde maio de 2021. A alta de 2,44% no dia eleva o ganho da maior criptomoeda do planeta, que acumula 117,59% em um ano, sinalizando uma forte recuperação do mercado cripto.

O recente aumento no mercado de criptomoedas foi acompanhado por mais de US$ 191 milhões em liquidações nas últimas 24 horas. A Coinglass relatou que mais de US$ 36 milhões em criptomoedas foram liquidadas apenas na última hora, com mais de 57.000 traders liquidados ao longo do dia. A maior liquidação, no entanto, foi vista em uma swap ETH-USD na OKX, totalizando US$ 3,89 milhões.

O Bitcoin subiu 17% nos últimos sete dias, enquanto o Ether (ETH) experimentou um aumento de 13,5%. Essa rápida recuperação para ambos os ativos ocorre após uma queda do mercado após a aprovação de vários ETFs à vista de Bitcoin dos EUA no mês passado, o que levou a um cenário de “venda da notícia”. Durante esse período, o ativo subiu para US$ 49.000 antes de cair para menos de US$ 40.000 no final de janeiro.

Veja também:  Criptomoeda falsa (GrimaceCoin) dispara 286.000% após piada do McDonald’s

O preço do Bitcoin atingiu um pico de US$ 50.256 antes de recuar para US$ 49.936 no momento da escrita. Sua capitalização de mercado está agora em US$ 980 bilhões, chegando perto da marca de US$ 1 trilhão a um preço unitário aproximado de US$ 51.000.

Compartilhar:

Tendência