CONECTE-SE CONOSCO

Criptomoedas

Após 9 anos, Baleia mais antiga do BTC movimenta US$ 26 milhões em Bitcoin

Publicado

em

A baleia havia comprado o bitcoin em 31 de maio de 2012, quando a criptomoeda valia apenas US$ 5.

Após 9 anos, Baleia mais antiga do BTC movimenta US$ 26 milhões em Bitcoin

Na última segunda-feira (12), uma baleia de 2012 gastou 740 bitcoin cerca de US$ 26 milhões, após nove anos acumulando Bitcoin. A baleia adquiriu o bitcoin em 31 de maio de 2012.

Baleia movimenta 740 “Bitcoins adormecidos”

Bitcoiners conseguiram detectar uma baleia movimentando 740 bitcoin ( BTC ) na última segunda-feira, após nove anos com a carteira parada. O endereço ganhou vida em 2012 e a carteira vem acumulando BTC desde o primeiro grande depósito de 740 BTC, nove anos atrás.

Você pode gostar: Baleias compraram 90.000 BTC aproveitando a queda do Bitcoin

No momento da aquisição, o bitcoin era negociado por US$5 por moeda, de modo que o 740 BTC valiam US$ 3.700. Hoje, porém, o estoque valia mais de US $ 26 milhões quando foi transferido na segunda-feira.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Ocean Protocol (OCEAN) a criptomoeda que pode se tornar o "novo Bitcoin"

O movimento das baleias foi detectado por whale-alert.io, que afirmou no Twitter que um “endereço inativo contendo 791 BTC (26.147.621 USD) acaba de ser ativado após 9,1 anos”. Aproximadamente 640 BTC foram para um endereço, enquanto 100 BTC foram para outro endereço, de acordo com as estatísticas de transação do blockchair.

O hash e os detalhes da transação mostram que a transferência foi enviada com uma classificação de pontuação de privacidade baixa (45 de 100) de acordo com o medidor de privacidade do Blockchair.

Baleias movimentando lucros

Em 9 de junho, o Bitcoin News noticiou que uma “baleia misteriosa” de 2010, movimentou mais de 10.000 BTC que estavam inativos por mais de uma década.

Além disso, os dados mostram que, no início, um grande número de pessoas extraía bitcoins ao lado do criador do ativo criptográfico, Satoshi Nakamoto.

Google news
Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas