Connect with us

Mercado de Ações

Ações que você deve evitar a qualquer custo em 2024

Publicado

em

Ações que você deve evitar a qualquer custo em 2024
Foto de Pixabay
Google news

À primeira vista, o mercado de ações pode parecer um campo de oportunidades, onde os ganhos fáceis e rendimentos superiores à renda fixa são frequentemente destacados. No entanto, é crucial que os investidores iniciantes estejam cientes dos riscos ocultos que podem passar despercebidos na bolsa de valores.

Dentre os riscos que merecem atenção especial, destacam-se:

Volatilidade do Mercado: As ações podem sofrer flutuações significativas de valor, podendo resultar em perdas substanciais para os investidores.

Riscos Setoriais e Macroeconômicos: As condições econômicas e as mudanças em setores específicos podem afetar diretamente o desempenho das ações.

Riscos de Liquidez: Alguns investimentos em ações podem ter baixa liquidez, o que dificulta a venda rápida em momentos de necessidade.

Riscos Regulatórios e Políticos: Mudanças nas regulamentações ou decisões políticas podem impactar negativamente certas empresas e setores.

Ações que você deve evitar a qualquer custo em 2024

Certamente, existem riscos que podem levar a grandes prejuízos para o investidor iniciante, especialmente quando decisões são tomadas no calor da emoção ou influenciadas por movimentos momentâneos do mercado. Um desses riscos é a compra de ações que sofreram quedas significativas. É essencial estar atento a esses perigos e evitar decisões precipitadas que possam resultar em perdas financeiras substanciais.

Oi (OIBR3)

Oi. Foto: Reprodução Facebook

A Oi é negociada na bolsa de valores como uma penny stock. O preço atual da ação é de R$ 0,63. Nos últimos 5 anos, os papéis da empresa já caíram 95% e nunca mais irão voltar aos patamares anteriores, já que a empresa está em sua segunda recuperação judicial.

Veja também:  Ação TC Traders Club (TRAD3) cai 9,62% nesta terça-feira (03)

Magazine Luiza (MGLU3)

Imagem: MoneyInvest

Magazine Luiza foi por muito tempo a queridinha da bolsa brasileira. Nos últimos tempos, tem causado muitos prejuízos para quem acreditou na empresa. O setor varejista sofre com juros altos e com a escassez de poder de compra dos brasileiros.

As ações da Magalu estão sendo negociadas na bolsa de valores. Nos últimos 6 meses, caíram 37,46%. O que pode parecer uma oportunidade pode ser um grande risco.

Casas Bahia (BHIA3)

Foto: Moneyinvest.com.br

O grupo Casas Bahia, assim como a Magazine Luiza, está enfrentando dificuldades semelhantes. Hoje, as ações da varejista valem R$ 10,40 na bolsa de valores e estão muito distantes de dar lucros para quem está enfrentando prejuízos de mais de 90%.

Conclusão:

Portanto, é fundamental que os investidores, especialmente os iniciantes, estejam plenamente conscientes desses riscos e busquem orientação adequada antes de adentrar no mercado de ações. O conhecimento e a compreensão dos riscos são essenciais para a tomada de decisões informadas e para a gestão eficaz do portfólio de investimentos.

Compartilhar:

Tendência