Connect with us

Criptomoedas

O fundador da Dogecoin diz que detesta Shiba Inu

Publicado

em

O fundador da Dogecoin diz que detesta Shiba Inu

Shiba Inu ganhou destaque entre as criptomoedas memes e rapidamente se tornou uma das 100 maiores criptomoedas do mercado. Recentemente, superou sua maior rival (Dogecoin) em capitalização.

A rivalidade entre as comunidades Dogecoin e Shiba Inu cresce a cada dia.

O fundador da Dogecoin, Billy Markus que tuíta sob o apelido Shibetoshi Nakamoto publicou um tweet contendo um print de comentários que envolvia uma série de links conectados a projetos falsos com um nome quase semelhante mas não tinha relação direta com a moeda SHIB.

Em umas das publicações o fundador chamou Shiba Inu de Inu-cara-de-bunda.

“Quero ser absolutamente claro: eu não ligo para qual criptomoeda você compra, vende ou gosta. Isso não significa nada para mim. Não me importa se é Dogecoin, Ethereum, Inu-cara-de-bunda, tanto faz. Isso não tem influência na qualidade de seu caráter. Mas eu me importo se você for um babaca comigo”, disse Billy Markus, no Twitter.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Binance registra $ 87 bilhões em volume de negócios diários

“Uma das razões pelas quais não gosto da SHIB é porque a sua comunidade faz de tudo para me insultar e assediar”.

A comunidade Shiba Inu não gostou das indiretas. Para os fãs de Shiba, Markus estaria tentando denegrir a imagem de Shiba Inu devido aos recentes sucesso da moeda meme.

SHIB superou DOGE por alguns dias

SHIB atingiu máxima histórica de US$ 0,00006720 em outubro, deixando a moeda Doge para trás por alguns dias. Em termos de capitalização de mercado, SHIB agora vale $ 25,35 bilhões ocupando a 12° posição no ranking, enquanto a capitalização de mercado do DOGE é de $ $30,38 bilhões ocupando 10° posição.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Sanshu Inu: nova criptomoeda da família Dogecoin

Shiba Inu é, sem dúvida, o melhor desempenho deste ano. A moeda presenciou um aumento de 100.000.000% em 2021.

Confira também: Baby Doge Coin será listada na Binance em 2022

Compartilhar:

Siga-nos no Google News

Siga-nos nas Redes Sociais

Ações Mais Procuradas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Receba notícia atualizadas