CONECTE-SE CONOSCO

Empresas

Cogna (COGN3) registra prejuízo ajustado de R$ 20,376 mi no 2T21

Publicado

em

Cogna (COGN3) registra prejuízo ajustado de R$ 20,376 mi no 2T21

A Cogna Educação (COGN3) divulgou prejuízo líquido ajustado consolidado de R$ 20,376 milhões no 2T21, perda 85,4% menor que a registrada no mesmo período do ano passado, de R$ 139,987 milhões.

A receita líquida foi a R$ 1,3 bilhão, uma redução de 5% refletindo as pressões de receita no ensino superior presencial, cujo resultado foi parcialmente compensado pelo crescimento observado nas receitas de ensino superior EAD e Vasta.

EBITDA recorrente de R$ 330 milhões com 25% de margem, em função da melhora de performance no recebimento, uma maior adimplência dos nossos alunos e da redução no custo com docentes.

Segundo a empresa, essa melhora refletiu em uma menor provisão para créditos de liquidação duvidosa (PCLD) no ensino superior pagante e nos produtos de parcelamento (PEP/PMT) comparado ao 2T20.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Nubank levanta US$400 milhões e atinge avaliação de gigantes

Desempenho operacional

A base de alunos de graduação diminuiu 1,7% no 2T21 como consequência da redução observada na base de alunos do ensino presencial, que foi parcialmente compensada pelo ensino digital que manteve a tendência observada nos últimos trimestres e cresceu 12,4% no período.

Ao longo do primeiro semestre, principalmente durante o 2T21, o número de Polos de Educação à Distância cresceu 40%, atingindo 2.168 unidades em junho. Tal crescimento traz perspectivas positivas para as captações de alunos nos próximos ciclos e para a base total de alunos EAD nos próximos anos.

DIVIDENDOS

A Cogna Educação informou em razão do prejuízo verificado no período e das circunstancias impostas pela Covid-19, não será efetuado a distribuição de dividendos neste trimestre.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Cogna Entra na Carteira Top Picks Semanal XP

COGN3 opera em alta após resultados

As ações da companhia COGN3 operam em alta, às 11 horas estava cotada a R$ 3,41, com valorização de (4,28%).

Veja também:

Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas