Connect with us

Dinheiro

Banco Central Anuncia que o Real Digital se Chamará Drex

Publicado

em

O Banco Central anunciou que o real digital se chamará Drex.

Banco Central Anuncia que o Real Digital se Chamará Drex

O Drex funcionará como uma versão digital do real. O economista Fábio Araújo, do Banco Central, confirmou o nome em um vídeo no YouTube.

De acordo com o Banco Central, cada letra do nome Drex representa algo importante. O “D” significa digital, o “R” é para real, o “E” é para eletrônico e o “X” representa modernidade e conexão, também lembrando a última letra do Pix, um sistema de transferência rápida criado em 2020.

O Drex foi projetado para facilitar a vida das pessoas no Brasil. Ele será uma maneira segura de realizar negócios online e aproveitar os benefícios da economia digital, tanto para cidadãos comuns quanto para empresários.

Ao contrário das criptomoedas, que podem ter seu valor variando muito, o valor do Drex será sempre o mesmo que o real. Cada R$1 será igual a 1 Drex. Além disso, o Banco Central garante o valor do Drex, enquanto as criptomoedas não têm garantia de nenhuma autoridade.

Veja também:  Golpe do PIX oferece R$ 20, mas rouba R$ 800

O Drex não será usado diretamente por pessoas comuns. Em vez disso, ele estará em carteiras digitais ligadas a bancos e outras instituições financeiras. As pessoas vão depositar dinheiro real nessas carteiras e poderão usar o Drex para fazer compras e transações online.

O Drex é parecido com o Pix, mas com diferenças importantes. Enquanto o Pix é mais usado para transações comerciais, o Drex poderá ser usado para comprar casas, carros e até títulos do governo.

Embora já esteja sendo testado, o Drex só estará disponível para todos no final de 2024. Em setembro, começarão testes simulados para garantir que o Drex funcione de maneira segura e eficiente com as instituições financeiras.

Esses testes vão envolver diferentes tipos de transações financeiras, e as operações com títulos do governo só começarão em fevereiro do próximo ano.

Com informações Agencia Brasil

Compartilhar:

Tendência