Connect with us

Criptomoedas

Baby Doge supera Shiba Inu e investidores cobram listagem na Binance

Publicado

em

Baby Doge supera Shiba Inu e investidores cobram listagem na Binance

A nova grande aposta dos investidores de criptos é o Baby Doge, que agora está ganhando popularidade tanto dentro quanto fora do mercado de criptomoedas.

Google news

Recentemente, Baby Doge atingiu a marca de 1,2 milhão de usuários, número que foi comemorado pela conta oficial do Baby Doge no Twitter. Isso é quase o dobro do crescimento em poucos dias; em 7 de janeiro, o número de usuários que possuíam essa criptomoeda de meme ultrapassou 700.000 pessoas.

O número chama a atenção por ser maior do que em outros ecossistemas, como por exemplo da rival Shiba Inu, que se tornou uma das moedas meme mais populares do mercado.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Binance dá um grande passo para listagem da Baby Doge

De acordo com a plataforma de observação de baleias WhaleStats, existem 1.000 baleias no meio desses investidores. Que estão segurando mais de um quatrilhão de tokens BabyDoge: 1.021.210.347.125.265 no valor médio de US$ 3.921.073.

Anteriormente, o Money Invest informou que Baby Doge Coin pode ser listada na Binance em 2022. A Binance estaria em tratativas e verificando a idoneidade da moeda Baby Doge coin para listagem no início de 2022. De início, seria listada estritamente na sua Zona de Inovação.

Investidores cobram listagem na Binance

Investidores e membros da comunidade estão realizando uma campanha massiva para aumentar a popularidade da moeda, principalmente no Reddit e no Twitter.

VOCÊ PODE GOSTAR:  CertiK lista auditoria de segurança para o projeto Baby Doge

A ideia é usar a força da comunidade para convencer com que a Binance, a maior exchange do mundo, liste o Baby Doge em seus pares o quanto antes. Se isso acontecer, o valor da moeda pode saltar e, em antecipação a isso, muitos investidores estão acumulando Baby Doge em seus portfólios.

Como resultado, o preço da moeda tem aumentado em antecipação a uma possível listagem e aumento de preço.

Compartilhar:

Siga-nos no Google News

Siga-nos nas Redes Sociais

Ações Mais Procuradas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Receba notícia atualizadas