Connect with us

Empresas

Após afundar em dívidas, Oi é autorizada a contratar financiamento de US$ 275 milhões

Publicado

em

Após afundar em dívidas, Oi é autorizada a contratar financiamento de US$ 275 milhões

O juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, deu permissão para a Oi obter um empréstimo de emergência DIP (“debtor-in-possession”) no valor de US$ 275 milhões.

Viana ressalta em sua decisão que a Oi já havia informado anteriormente que chegou a um acordo preliminar com seus principais credores financeiros sobre os principais termos comerciais para a restruturação de suas dívidas, mas que o acordo prévio ainda precisa ser aprovado em assembleia de credores.

Como o acordo preliminar será incluído no Plano de Recuperação Judicial, a empresa precisa garantir o financiamento de suas operações até que o plano seja deliberado e aprovado.

Segundo as condições propostas pela Oi, o financiamento de US$ 275 milhões será dividido em uma parcela inicial de US$ 200 milhões e uma segunda parcela de US$ 75 milhões.

Veja também:  Ações Oi (OIBR3): saiba qual o preço hoje (29/07)

O prazo de vencimento previsto é de 15 meses, tendo como garantia a alienação fiduciária de ações de titularidade da Oi na V.Tal. A V.Tal é a provedora de rede neutra criada pela Oi a partir do desmembramento de seus ativos de fibra óptica.

O juiz destacou que a Oi informou que o caixa do grupo pode atingir um nível incompatível com a gestão responsável da empresa já em abril.

Dívida da Oi hoje

A empresa de telecomunicações Oi tem uma lista de 14 credores, com os quais ela tem uma dívida total de R$ 43,7 bilhões incluída no segundo processo de recuperação judicial. As instituições financeiras são responsáveis por R$ 29 bilhões dessa dívida.

Compartilhar:

Tendência