Connect with us

Criptomoedas

Qual a criptomoeda mais promissora para o mês de setembro?

Publicado

em

Qual a criptomoeda mais promissora para o mês de setembro
Imagem: Sergei Tokmakov / Pixabay

Em agosto, o bitcoin (BTC) e o ether (ETH) subiram, principalmente devido à vitória da Grayscale, maior gestora de criptoativos do mundo, na SEC (CVM dos EUA). A Grayscale conseguiu na justiça converter seu Bitcoin Trust em um ETF.

Essa vitória ajudou a legitimar o mercado de criptomoedas. Para o mês de setembro, muitos investidores em criptomoedas estão se perguntando se é hora de vender. Eles estão preocupados com a possibilidade de mais perdas, mas também estão esperançosos de que o mercado cripto retomará o movimento altista.

A resposta para essa pergunta depende de uma série de fatores, como a evolução da economia global, a regulamentação do mercado de criptomoedas e a adoção das criptomoedas por empresas e instituições.

O mercado de criptomoedas é volátil e apresenta riscos significativos. Investidores devem estar cientes desses riscos e tomar decisões informadas.

Bitcoin

Bitcoin
Imagem: Mohamed Hassan / Pixabay

Não tem jeito, o Bitcoin sempre será o carro-chefe no mercado de criptomoedas. O BTC foi lançado no início de 2009 por Satoshi Nakamoto, cuja identidade real ainda é um mistério. Embora existam milhares de criptomoedas e plataformas blockchain que tenham sido lançadas após o Bitcoin, o BTC ainda é facilmente a maior criptomoeda em capitalização de mercado.

Ethereum

Foto: Wirestock / Freepik

Ethereum, a segunda maior criptomoeda do mundo, está cotada a US$ 1.635,99 no momento. Com uma alta de mais de 50% em 2023, o ether é usado para uma variedade de atividades, desde ferramentas financeiras e jogos até bancos de dados complexos.

Ether, a criptomoeda nativa da plataforma Ethereum, foi lançada em 2015 pelo programador russo-canadense Vitalik Buterin. É possível encontrá-la nas corretoras pela sigla ETH.

É importante lembrar que muitas pessoas confundem Ethereum com ether. Ethereum é a plataforma, enquanto ether é a criptomoeda.

Binance Coin

Binance Exchange (Imagem: Divulgação)

A Binance Coin (BNB) é a maior criptomoeda do mundo em termos de capitalização de mercado, com um limite de 200 milhões de tokens. No entanto, em 2019, com o lançamento da Binance Chain, os tokens passaram a integrar a rede Binance, tornando-se a moeda nativa da plataforma.

O BNB utiliza um sistema de queima automática com o objetivo de reduzir sua oferta total para 100 milhões. Esse mecanismo ajusta a quantidade de BNB a ser destruída com base no preço da moeda e no número de blocos gerados na BNB Smart Chain durante o trimestre.

Isenção de responsabilidade: As publicações no site Moneyinvest têm um caráter meramente informativo, servindo como boletins de divulgação, e não devem ser interpretadas como recomendações de investimento ou solicitações de compra. SAIBA MAIS

Compartilhar:
Veja também:  Cardano atinge marca de 3 mil contratos inteligentes

Tendência