CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

Preços do petróleo recuam; semana termina com pouca variação apesar de fraca demanda

Publicado

em

Por Laura Sanicola

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo recuaram nesta sexta-feira e fecharam a semana com pouca mudança, após resistirem às preocupações dos bancos e da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) de que a disseminação de variantes do coronavírus está diminuindo a demanda por petróleo.

A referência mundial Brent fechou em queda de 0,72 dólar, ou 1%, em 70,59 dólares por barril. O petróleo dos EUA (WTI) caiu 0,65 dólar, em 68,44 dólares.

Na semana, o Brent recuou menos de 1%, após cair 6% nos sete dias anteriores, a maior semana de perdas em quatro meses. Na semana passada o WTI recuou quase 7% em sua maior baixa semanal em nove meses.

VOCÊ PODE GOSTAR:  XP eleva previsão para dólar e vê Selic de 5% em 2021 com inflação maior, pandemia e risco fiscal

Na quinta-feira, a IEA afirmou que a demanda por petróleo teve um impasse em julho e deve recuar em um ritmo mais lento ao longo do resto do ano, devido ao aumento de infecções da variante Delta do coronavírus.

Ainda assim, o petróleo manteve-se sustentado pelo consumo maior no principal consumidor mundial, os Estados Unidos, e outras nações onde a taxa de vacinação contra a Covid-19 é mais alta.

“Embora o relatório da IEA tenha sido bastante severo quanto à demanda, no curto prazo, está bastante claro que há um déficit de oferta e isso deve continuar, já que estamos vendo as restrições de viagens aéreas serem suspensas nos Estados Unidos”, disse John Kilduff, sócio da Again Capital LLC em Nova York.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Ibovespa supera os 111 mil pontos em mais um recorde histórico

(Por Shadia Nasralla, Aaron Sheldrick e Florence Tan)

As informações são da Reuters

Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas