CONECTE-SE CONOSCO

Empresas

Operadoras se antecipam à leilão e lançam tecnologia 5G no Brasil, com restrições

Publicado

em

Por Gabriel Codas

Investing.com – Antes mesmo do leilão e demais definições sobre o 5G no Brasil, as operadoras de telefonia móvel já lançam a tecnologia no país, de forma bastante restrita. A previsão é que o certame das frequências específicas, de 3,5 gigahertz (GHz), a ser feito pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), aconteça no primeiro semestre de 2021. Enquanto isso, as companhias utilizam as frequências que já possuem e que estão com pouco uso.

No próximo dia 24, a Vivo, controlada pela Telefônica Brasil, irá fazer o lançamento de sua rede 5G DDS, que significa compartilhamento dinâmico de espectro.  O que representa que que tecnologias diferentes podem dividir a mesma frequência.

De acordo com reportagem do Valor, esse padrão a ser utilizado não possui os mesmos recursos que estarão na frequência que será destinada exclusivamente para 5G no leilão. O ganho principal agora é em relação à velocidade, que dobra, saindo de 40 megabits por segundo (Mbps) a 50 Mbps, para 100 Mbps. Já no espectro puro de 5G, a velocidade pode crescer cerca de cem vezes.

A pioneira no serviço foi a Claro, que lançou o 5G DDS no começo do mês em bairros do Rio de Janeiro e São Paulo. Já a TIM (TIMP3) anunciou sua nova rede para setembro nas cidades de Bento Gonçalves (RS), Itajubá (MG) e Três Lagoas (MS). No caso da Algar, o lançamento está previsto para 2021 e a Oi (OIBR3) ainda avalia a operação pelo modelo.

A rede da Vivo com a nova tecnologia chegará até o fim do mês a oito cidades: São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Rio de Janeiro, Goiânia, Curitiba e Porto Alegre.

O presidente da Anatel, Leonard Euler de Morais, destacou informe da agência que, em junho, atualizou requisitos técnicos que permitirão às prestadoras implantar redes com a tecnologia 5G usando equipamentos que operam nas faixas que elas já utilizam para 3G e 4G.

Compartilhar:
LEIA TAMBÉM:  As ações da Oi rompe barreira do R$ 1, após noticias positivas

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas