Connect with us

Criptomoedas

O establishment não conseguiu impedir o avanço do Bitcoin

Publicado

em

O establishment não conseguiu impedir o avanço do Bitcoin

Após a crise financeira de 2008, surgiram as criptomoedas como uma resposta à falta de confiança no sistema financeiro tradicional. Esse cenário impulsionou muitos investidores a adotarem o Bitcoin. Apesar dos esforços do Establishment em destruí-lo, após 15 anos, o Bitcoin emerge ainda mais robusto, resistindo a todos os desafios.

Recentemente, a principal criptomoeda do mundo retomou seu valor acima de US$ 30 mil dólares em negociações.

Hoje, após reconhecerem a força do Bitcoin, o establishment começou a investir tanto em BTC quanto em outras criptomoedas.

Bilionários contra o Bitcoin

Apesar de sua companhia estar envolvida em várias iniciativas relacionadas à tecnologia blockchain, criada com a invenção do Bitcoin, Bill Gates, o lendário criador da Microsoft e um dos homens mais ricos do mundo, expressou sua descrença no Bitcoin.

Veja também:  Novas regras do Minha Casa, Minha Vida entram em vigor nesta sexta

Da mesma forma, o magnata Warren Buffett tem se manifestado repetidamente contra o setor das criptomoedas. Ele afirmou à CNBC no ano passado: “As criptomoedas basicamente não possuem valor e não produzem nada. Você espera que alguém apareça depois e pague mais do que você pagou, mas então essa pessoa terá um problema”. Buffett concluiu: “Em termos de valor: zero”.

Compartilhar:

Tendência