Connect with us

Criptomoedas

MicroStrategy continua a apostar no Bitcoin

Publicado

em


A MicroStrategy publicou seu relatório de ganhos do segundo trimestre. A baleia de Bitcoin (BTC) MicroStrategy anunciou que comprou outros 420 BTC desde seu último anúncio em junho.

Isso eleva o total de participações da empresa para 152.800 BTC no valor de US$ 4,46 bilhões.

De acordo com o relatório da MicroStrategy, os 12.800 BTC da empresa adquiridos desde o primeiro trimestre foram adquiridos por US$ 28.233 por moeda abaixo do preço de mercado atual do ativo de US$ 29.195.

No entanto, o preço médio de compra da empresa para o total de suas participações em BTC permanece em US$ 29.672, um pouco acima do preço de mercado.

“Levantamos capital de forma eficiente por meio de nosso programa de ações no mercado e usamos o dinheiro das operações para continuar a aumentar os bitcoins em nosso balanço”, afirmou Andrew Kang, CFO da MicroStrategy.

O CFO acrescentou que o Bitcoin tem um cenário promissor de “crescente interesse institucional, progresso na transparência contábil e clareza regulatória contínua”.

No final de junho, a MicroStrategy anunciou que havia comprado 12.333 BTC desde abril por meio do dinheiro arrecadado pela empresa vendendo ações.

Veja também:  Binance quer comprar a corretora Sim;Paul de olho na regulamentação das criptomoedas no Brasil

O presidente executivo da MicroStrategy, Michael Saylor, continua sendo o maior acionista da empresa e principal defensor do BTC. Ele possui pessoalmente dezenas de milhares de moedas.

Como uma empresa de software, a MicroStrategy reportou US$ 120,4 milhões em receita no segundo trimestre de 2023, uma queda de 1,4% em relação ao mesmo período do ano passado. As despesas operacionais, no entanto, caíram 88,2% em relação ao ano passado. Isso se deve em grande parte ao fato de ter sofrido apenas uma perda de US$ 24,1 milhões em suas participações em BTC neste trimestre, contra uma perda de US$ 917,8 milhões no segundo trimestre de 2022.

Durante uma apresentação de resultados na terça-feira, a empresa afirmou que seu negócio principal “está isolado da volatilidade dos preços do Bitcoin no curto prazo”.

Ao empilhar o BTC, a empresa também aumentou seu caixa desde o quarto trimestre de 2022 de US$ 43,8 milhões para US$ 66 milhões.


Compartilhar:

Tendência