Connect with us

MEI

MEI: Como conseguir o CREDMEI Empréstimo para Microempreendedor individual

Publicado

em

empréstimo para microempreendedor individual (MEI) muitas vezes é um recurso muito bem vindo e que viabiliza o crescimento do negócio nos momentos em que o empreendedor mais precisa. Porém, muitas vezes o Mei esbarra na burocracia dos bancos e alguns esbarra na falta de acesso ao sistema financeiro.

A CAIXA é a primeira instituição a operar o CREDMEI, programa do Governo Federal voltado aos microempreendedores individuais que busca simplificar o acesso a produtos e serviços junto aos bancos credenciados. Os microempreendedores podem fazer solicitações de forma eletrônica, utilizando seu computador ou smartphone para abrir contas e contratar cheque especial, cartão de crédito e máquina de cartão na CAIXA.

LEIA: Empreendedor: Como abrir um MEI Gratuitamente

O Programa CREDMEI é uma estratégia da Subsecretaria Especial de Micro e Pequena Empresa, vinculada ao Ministério da Economia. O CREDMEI está disponível neste momento para as cidades de Brasília, Curitiba, Fortaleza, Manaus e Vitória. Em breve, a solução também estará disponível para outras cidades em breve.

Veja também:  MEI: Você faturou mais de R$ 28 mil no ano? Pode ter que declarar IR 2020

Como participar do programa?

Acessar o serviço e-CREDMEI pelo Portal do Empreendedor e fazer a solicitação.

No momento de fazer a solicitação, é necessário ter em mãos o cadastro CNPJ atualizado, além de um documento de identidade e um comprovante de residência.

Passo a passo de como solicitar o crédito junto ao banco de seu interesse.

  1. Pelo Portal, o empreendedor indicar que tipo de solução precisa para o seu negócio e elabora a solicitação do produto e serviço financeiro;
  2. A instituição financeira receberá a solicitação, junto aos dados e documentos do empreendedor e o processo de análise;
  3. Se aprovada, a instituição entrará em contato com o MEI para orientá-lo na finalização.

Sobre o MEI

O MEI foi criado com o objetivo de facilitar a formalização de algumas atividades econômicas, estabelecido pela Lei nº 128/2008. Atende a empreendedores que faturam até R$ 81.000,00 por ano de forma simplificada e com redução de carga tributária e centenas de atividades econômicas são permitidas.

Veja também: As principais mudanças previstas para o MEI 2020

Compartilhar:

Tendência