Connect with us

Empresas

Justiça decreta falência da companhia aérea Itapemirim

Publicado

em

A Justiça de São Paulo decretou a falência da empresa Itapemirim Transportes Aéreos (ITA).

Justiça decreta falência da companhia aérea Itapemirim

A ITA foi fundada em 2021 pelo Grupo Itapemirim, que também é dono da Viação Itapemirim. A empresa começou a operar em junho de 2021, mas suspendeu seus voos em dezembro do mesmo ano, deixando 133 mil passageiros sem poder viajar.

A falência da ITA é resultado de uma série de problemas financeiros que a empresa enfrentava há alguns anos. Em setembro de 2022, o Grupo Itapemirim também teve sua falência decretada pela Justiça.

O fundador do Grupo Itapemirim, Sidnei Piva de Jesus, é investigado pelo Ministério Público por suspeita de desvio de recursos da empresa para lançar a ITA. Ele é monitorado por meio de tornozeleira eletrônica e está afastado do comando do grupo.

Veja também:  Em situação complicada Oi registra prejuízo líquido de R$ 1,267 bilhão no 1T23

A falência da ITA é um duro golpe para o setor aéreo brasileiro. A empresa era a maior companhia aérea low-cost do país e tinha planos de expandir suas operações. A sua falência vai deixar um vácuo no mercado que será difícil de ser preenchido.

Onda de falências

Recentemente, a justiça também decretou falência da Shefa, empresa de laticínios. A crise financeira que afetou o Brasil nos últimos anos teve um impacto negativo na Shefa.

A empresa enfrentou dificuldades para vender seus produtos e teve que demitir funcionários.

Em 2017, a Shefa entrou com o pedido de recuperação judicial, mas não conseguiu se reerguer.

Compartilhar:

Tendência