Connect with us

Notícias

Fast Foods erram e entram na lista das mais reclamadas da Black Friday

Publicado há

em

Fast Foods erram e entram na lista das mais reclamadas da Black Friday
Imagem: Taba Benedicto/Estadão Conteúdo – 29.11.2019

A Guerra dos Fast Foods não vai sair da memória do consumidor e dos funcionários.

O Burger King ofereceu 6 sanduíches por 15 reais. Já o McDonald’s contra-atacou e ofereceu 2 lanches clássicos por R$ 4,90 e 10 cheesebúrgueres a R$ 20 reais. Como contra-ataque, o BK melhorou a oferta e ofereceu, 3 por 5. As redes sociais vibram com a “guerra dos fast foods” na black friday.

Era o dia de tirar a barriga da miséria e gastar pouco para comer. Mas lanches não se fazem sozinhos. Por trás do balcão, há pessoas sobrecarregadas com a avalanche de pedidos.

Conforme as reclamações eram publicadas, foi possível notar as empresas que fugiram do comportamento médio. No Reclame AQUI, as concorrentes passaram vergonha e lideraram as reclamações, Burger King e McDonalds as principais FastFoods do Brasil saíram demais da curva e foram as que mais tiveram aumento na tendência de reclamações.

Reclamações no Reclame aqui

Funcionários Sobrecarregados

Uma funcionaria disse: “Minha gerente já mandou vir com a barriga abastecida. Brecar [parar para descansar e comer], nem pensar”. Do outro lado uma funcionária do Burger King comemora o 13º na conta. Mas ressalva: “Se estivermos vivos depois da black, a gente gasta”. “Somos submetidos a um estresse enorme”, conta Tali Morais, que também se apresenta como ex-Mc Donalds.

Bruna, que se identifica como funcionária BK, relata (“Essas promoções absurdas que colocam a gente em situações de extrema humilhação, desequilíbrio emocional, estresse excessivo, pressão psicológica”) e brinca com a oferta da concorrência (“Quarterão a 1 real? Olha, gente, que delícia! Aproveitem bastante.”).

Procon notificou Burger King e Mc Donalds

O Procon-SP notificou as redes de fast-food Burger King e McDonald’s após problemas no processo de pagamento das ofertas oferecidas por ambas as empresas durante a Black Friday na última sexta-feira (29).

O Mercado Pago, fintech que oferece soluções de pagamentos do grupo Mercado Livre, e parceiro das duas empresas nas promoções sofreu instabilidades, chegando a ficar fora do ar.

“A publicidade veiculada informava que o consumidor só teria direito a oferta caso fosse realizada pelo aplicativo, porém as equipes de fiscalização verificaram que várias lojas das referidas lanchonetes estavam com o sistema inoperante. Assim, o consumidor não consegue adquirir o lanche pelo valor promocional ofertado”, diz o Procon.

Em nota, o Mercado Pago informou que as transações de pagamento com Código QR nas redes parceiras para a campanha da Black Friday voltaram a funcionar “após um breve período de instabilidade no sistema”.

O Burger King também confirmou que as promoções oferecidas apresentaram instabilidade nos sistema de pagamento. Em nota, a rede de fast-food afirma que ambas as empresas estão trabalhando para que “situações como essas não voltem a ocorrer”.

VEJA TAMBÉM: Varejo online fatura R$ 3,2 bi na Black Friday

Continue lendo

Tendência