CONECTE-SE CONOSCO

Empresas

Facily: o aplicativo campeão em reclamações no Procon

Publicado

em

Facily recebeu mais de 500 reclamações em apenas um dia e 11 mil em apenas dois meses

Facily o aplicativo campeão em reclamações no Procon

O Procon-SP teve que convocar reunião com os responsáveis pelo aplicativo de compras Facily, após reclamações contra a empresa aumentarem de 200 para 11 mil em apenas dois meses.

O órgão de defesa do consumidor quer saber porque as reclamações contra a Facily cresceram 44.000%. Não é a primeira vez que a empresa é notificada pelo Procon-SP, em maio, o órgão pediu explicações sobre o salto em insatisfação dos consumidores.

O Procon alegou que na primeira reunião as explicações da empresa não tinham sido suficientes para sanar os problemas já que os questionamentos dos consumidores continuaram a chegar, em apenas 1 dia foram registradas 500 novas reclamações.

Então, o Procon convocou outra reunião presencial para a empresa explicar sobre os problemas causados aos consumidores, como a não entrega de produtos, a falha nos canais de atendimento pós-venda, entre outras práticas que desrespeitam o Código de Defesa do Consumidor.

VOCÊ PODE GOSTAR:  As maiores altas do Ibovespa na semana

Facily

Fundada em 2018 pelos executivos Diego Dzodan, ex Facebook, Airbnb e Uber, incluindo Luciano Freitas, Vitor Zaninotto, Ingrid Macedo e Gustavo Pontes, a Facily ganhou destaque durante a pandemia do coronavirus conectando produtos com os melhores preços aos usuários.

Facily no Reclame Aqui

Facily no Reclameaqui

Entre todas as categorias, Facily está no topo da lista de piores empresas no Reclame Aqui nos útimos 30 dias.

O Aplicativo Facily obteve nota média 5.9 de pontuação dos últimos 6 meses, recebendo a classificação de “ruim”, de acordo com o cruzamento de dados realizado pelo Reclame Aqui.

Entre os problemas mais reportados sobre a Facily está problemas com atendimento, com mais de 15 mil apontamentos. Em seguida, aplicativos aparecem com cerca de 11 mil registros. Problemas com Estorno do valor pago foram informados por quase 6 mil usuários.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Rede de academias de ginástica Bluefit pede aval para IPO

A empresa diz que “tomou, em conjunto com o Procon, todas as providências para sanar problemas relacionados a entrega de produtos. Além disso, internamente, a companhia aumentou a equipe de atendimento e logística para trazer mais assertividade no contato e entrega dos clientes. Por isso, a companhia, após algumas reuniões com o órgão, já conseguiu resolver parte do problema e segue para solucionar a totalidade.

Hoje, a plataforma tem mais de 5 milhões de downloads. Em 2020, a companhia teve crescimento exponencial. No aplicativo, os usuários podem encontrar mais de 10 categorias, entre alimentação, eletroeletrônicos, entre outros, que contemplam em torno de 70 mil produtos”.

Veja também:

Como abrir uma reclamação no Procon pela internet

Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas