Connect with us

Criptomoedas

Deputado Luís Miranda (DEM-DF) que vai regulamentar Bitcoin é acusado de estelionato e de aplicar golpes no Brasil e nos EUA

Publicado há

Segundo divulgou o “Fantástico”, da Rede Globo, no último domingo (8), o deputado Luís Miranda (DEM-DF), membro da comissão parlamentar que pretende regulamentar o Bitcoin e as criptomoedas no Brasil, é acusado de estelionato e diversos golpes.

Em matéria de mais de 15 minutos, o programa mostrou que ex-clientes, ex-parceiros e ex-funcionários de Luís Miranda se uniram para denunciar o deputado por supostos golpes efetivados no Brasil e nos EUA. 

Vídeos mostram o agora deputado prometendo lucros exorbitantes e dinheiro fácil: 

“Qualquer um pode ter uma Lamborghini, é só querer.”

Em outra fala, ele diz: 

“Imagine ganhar 180 mil reais dentro de casa […] fazendo simplesmente, absolutamente, nada.”

Venda de cursos, de franquias e promessas de retorno elevado por investimentos nos EUA fizeram com que Miranda recebesse milhões de dólares de pessoas que afirmam não terem recebido as contrapartidas prometidas pelo empresário.

Usando a fama que adquiriu nas redes sociais, o acusado foi eleito deputado federal e hoje é membro titular da comissão que pretende regular o Bitcoin e as criptomoedas através do PL 2303/15.

Quando perguntado se as pessoas irão receber os valores a que têm direito, o deputado afirmou: 

“Irão receber, estão recebendo toda semana, mas infelizmente tem pessoas que querem furar a fila, a gente montou uma fila porque foi uma quantidade imensa de resgates, são 50 pessoas querendo sair agora e às vezes está pagando uma por semana, uma a cada 15 dias. É lento, mas está pagando.”

O deputado teve suas contas de campanha reprovadas e sofre processo para ser afastado do cargo, tendo tido seu passaporte retido pela Justiça, o qual ainda não foi entregue sob a desculpa de estar recorrendo da decisão judicial.

Continue lendo

Tendência