Connect with us

Mercado de Ações

As ações que já caíram 99%, deixando os investidores com perdas irrecuperáveis.

Publicado

em

As ações que já caíram 99%, deixando os investidores com perdas irrecuperáveis.
Imagem: Wirestock/Freepik

O mercado de ações cresceu muito no Brasil. Existem diversas ações negociadas na Bolsa de Valores, incluindo ações de alta e baixa capitalização. Historicamente, o mercado de ações no Brasil tem apresentado um retorno médio de cerca de 10% ao ano. No entanto, é importante ressaltar que o desempenho passado não garante resultados futuros.

Iremos listar as ações que deixaram os investidores que optaram por investimentos de longo prazo com prejuízo de 99%.

Oi (OIBR3)

Gráfico da OIBR3 (Google)

Começamos com as ações da Oi. Em 2012, os papéis da empresa chegaram a valer R$ 844. Hoje, 11 anos depois, se o investidor tivesse esquecido as ações investidas, elas estariam com prejuízos de 99,92%.

Americanas (AMER3)

Gráfico da AMER3 (Google)

As ações da Americanas chegaram a valer R$ 121 em 2020. Mas tudo foi por água abaixo após a descoberta de uma fraude de cerca de R$ 20 bilhões, que fez os papéis da varejista derreterem 98,76%.

Casas Bahia (BHIA3)

Gráfico da BHIA3 Google)

Em agosto de 2021, as ações do Grupo Casas Bahia eram negociadas na B3 a R$ 9,86. Hoje, valem centavos. Com toda essa queda, quem investiu nos papéis da empresa acumula perdas de 94,62%.

Petz (PETZ3)

Gráfico da PETZ3 (Google)

As ações da Petz chegaram a ser negociadas a R$ 27,67 em agosto de 2021 e hoje valem R$ 4,03, queda de 75,87%.

Veja também:  IRB Brasil tem prejuízo de R$351,7 mi em 2022 até julho

IRB Brasil (IRBR3)

Gráfico da IRBR3 (Google)

Quem acreditou e investiu no longo prazo nas ações do IRB Brasil, hoje, amargou um prejuízo de 81,43%.

Grupo Pão de Açúcar (PCAR3)

Gráfico da PCAR3 (Google)

Já o investidor que comprou as ações do Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) acumula prejuízo de -95,21%.


Com as ações mencionadas logo acima, fica claro o quanto é importante estar ciente dos riscos envolvidos ao investir no mercado de ações.

Alguns dos principais riscos são:

  • Risco de Liquidez:

Refere-se à facilidade de compra e venda de ações. Quanto maior a liquidez de uma ação, mais fácil será vendê-la. Por outro lado, ações com baixa liquidez podem apresentar dificuldades na hora de vender.

  • Risco de Mercado:

Está relacionado às flutuações do mercado como um todo. Fatores econômicos, políticos e eventos globais podem afetar o valor das ações. É importante estar preparado para lidar com a volatilidade e possíveis perdas.

  • Risco de Empresas:

Cada empresa possui seus próprios riscos específicos, como problemas financeiros, má gestão ou concorrência acirrada. É importante realizar uma análise cuidadosa das empresas antes de investir em suas ações.

  • Risco de Corretora:

As corretoras são responsáveis por intermediar as transações no mercado de ações. É importante escolher uma corretora confiável e regulamentada para evitar problemas como falência ou má conduta.

Compartilhar:

Tendência