Connect with us

Dinheiro

Imposto do pecado: veja o que vai pesar mais no seu bolso

Publicado

em

Imposto do pecado: veja o que vai pesar mais no seu bolso
Imagem: Joel santana Joelfotos / Pixabay

Siga Money Invest no  Google News Money Invest

Em meio a altos gastos, o governo Lula encontrou nos impostos uma maneira de equilibrar as contas. Com isso, está empenhado em aplicar o ‘imposto do pecado’ em uma ampla gama de setores. O objetivo é simplificar o sistema tributário e redistribuir os encargos. Uma das mudanças mais debatidas é a introdução do Imposto Seletivo Federal (IS), também conhecido como ‘imposto do pecado’.

O Imposto Seletivo Federal é um tributo aplicado a uma seleção específica de produtos, como bebidas alcoólicas, tabaco, refrigerantes açucarados, alimentos ultraprocessados, produtos com agrotóxicos e combustíveis fósseis. Esses produtos foram escolhidos devido aos danos que causam à saúde e ao meio ambiente.

É amplamente reconhecido que as taxas tributárias sobre bebidas alcoólicas e cigarros são altas. De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), em média, 43% do valor total de cervejas e vinhos nacionais é destinado ao pagamento de impostos. No entanto, o Brasil ainda enfrenta um aumento significativo no consumo abusivo de álcool.

Veja também:  Rendimento real do trabalhador recua 8,8% em um ano, diz IBGE

Imposto cripto

O governo está de olho nas criptomoedas e está planejando uma nova medida tributária que poderá afetar os investidores brasileiros que utilizam corretoras nacionais. A proposta é acabar com a isenção atual e implementar a cobrança de impostos nessas transações, com uma taxa de 22,5%. Esteja atento a essas mudanças e planeje seus investimentos em criptomoedas de acordo!

Compartilhar:

Tendência