CONECTE-SE CONOSCO

Mercado de Ações

Ações do Bradesco recuam com resultado afetado por impacto da pandemia em seguros

Publicado

em

Ações do Bradesco recuam com resultado afetado por impacto da pandemia em seguros

Por Carolina Mandl

SÃO PAULO (Reuters) – As ações do Bradesco (BBDC4) chegaram cair mais de 3% nesta quarta-feira, após o balanço trimestral do segundo maior banco privado brasileiro mostrar um forte impacto na área de seguros dos sinistros relacionados à Covid-19.

O presidente-executivo do banco, Octavio de Lazari, disse que o choque é temporário, uma vez que a vacinação está se acelerando, mas analistas escreveram em relatórios a clientes que não tinham certeza sobre o desempenho futuro.

“É difícil estimar a rapidez com que os números de seguros vão reagir”, afirmou a equipe do BTG Pactual (BPAC11).

VOCÊ PODE GOSTAR:  Bradesco (BBDC4) vai pagar R$ 5 bilhões em juros sobre o capital próprio

O lucro nesta unidade caiu 58,3% para 1,574 bilhão de reais, conforme o número de mortes e casos de Covid-19 cresceu no Brasil no segundo trimestre. A unidade de seguros do Bradesco oferece seguros de saúde e de vida.

Os sinistros relacionados à Covid-19 totalizaram 1,848 bilhões de reais no segundo trimestre, quase o mesmo relatado para todo o ano de 2020.

“Sinistros relacionadas à Covid-19 devem cair até o final do ano,” disse Lazari a jornalistas. Ainda assim, ele destacou que a seguradora deve responder por menos de 25% do resultado do banco neste ano, que é a sua contribuição usual.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Banco inter opera em baixa, após divulgar lucro menor

O banco revisou na terça-feira a projeção de 2021 para os resultados de seguros para uma queda entre 15% e 20%. Antes, o banco esperava um crescimento entre 2% e 6%.

O Bradesco divulgou na véspera terça-feira um lucro líquido recorrente, que exclui itens não recorrentes, de 6,319 bilhões de reais, 63,2% a mais que no ano anterior.

(Com reportagem adicional de Paula Arend Laier)

As informações são da Reuters

Compartilhar:

Ações Mais Procuradas

Siga-nos no Google News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siga-nos no Twitter

Receba notícia atualizadas