Connect with us

Empresas

Vale reverte prejuízo e lucra US$239 milhões de dólares no 1º trimestre

Publicado

Em

Vale reverte prejuízo e lucra US$239 milhões de dólares no 1º trimestre

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A mineradora Vale (VALE3) registrou lucro líquido de 239 milhões de dólares no primeiro trimestre, ante prejuízo de 1,64 bilhão de dólares no mesmo período do ano passado, informou a companhia nesta terça-feira em seu balanço financeiro.

O resultado também melhorou ante o último trimestre de 2019, quando a empresa registrou um prejuízo de 1,56 bilhão de dólares, ao ser impactada por baixas contábeis em ativos de níquel e carvão e provisões relacionadas ao rompimento de barragem em Brumadinho (MG).

Neste contexto, o resultado financeiro líquido foi negativo em 2,285 bilhões de dólares entre janeiro e março, contra um resultado negativo de 706 milhões de dólares no mesmo período de 2019 e de 840 milhões de dólares no quarto trimestre.

VOCÊ PODE GOSTAR:  Banco inter comemora excelentes resultados com o melhor 1º trimestre da história

Enquanto se recupera do desastre de Brumadinho, que matou mais de 250 pessoas no início do ano passado, a companhia ainda lida para conseguir retomar unidades produtivas, o que tem impactado negativamente sua produção e vendas, conforme informou em meados do mês.

Uma das maiores produtoras globais de minério de ferro, a empresa teve um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 2,88 bilhões de dólares no primeiro trimestre, ante um Ebitda negativo de 652 milhões de dólares no mesmo período do ano passado e de 3,536 bilhões no quarto trimestre.

O Ebitda ajustado de minerais ferrosos da companhia somou 2,8 bilhões de dólares no primeiro trimestre, queda de 21% ante o mesmo período do ano passado e recuo de 37% na comparação com o quarto trimestre.

VOCÊ PODE GOSTAR:  XP troca CESP por Via Varejo na carteira recomendada de julho

“Os volumes de venda reduziram-se 34% no primeiro trimestre em relação ao quarto trimestre, como resultado, principalmente, da sazonalidade de menores volumes no primeiro trimestre, da interrupção parcial da planta de Brucutu e de manutenções programadas e não programadas realizadas no período”, disse a empresa.

Por Marta Nogueira

Compartilhar: