Connect with us

Empresas

Oibr3: acionistas estudam vender operações da empresa em fatias

Publicado há

 Os acionistas da Oi vêm trabalhando em conjunto com o Conselho de Administração da tele carioca para tentar costurar uma alternativa para o futuro da empresa. De acordo com fontes do setor, duas alternativas são discutidas hoje: a venda total da Oi para um novo investidor ou o fatiamento das operações de forma regional. Na lista de interessados, estão empresas nacionais como Vivo , Claro e Tim , além da americana AT&T e empresas chinesas de telecom. 

Recentemente, a Vivo, a maior companhia do país,  mostrou interesse em adquirir ativos da Oi no Norte e Nordeste.  TIM e Claro também são vistas como potenciais interessados na compra da totalidade das operações da Oi ou na aquisição de partes da companhia, como a rede de fibra óptica e os clientes.

Segundo fontes, as operações da empresa teriam atraído a atenção de Ricardo Knoepfelmacher, da RK Partners, à frente de alguns dos principais processos de reestruturação de empresas no país. Ele tem dialogado com o governo sobre uma proposta conjunta de fundos de investimento para arrematar 100% da Oi. Outra companhia que está no páreo é a AT&T, que tenta continuar com a Sky no Brasil após se juntar com a Warner nos EUA.

– Quando se fala em venda de ativos, há, entre acionistas e conselho,  uma ideia em estudo que prevê vender a companhia de forma separada por regiões e estados, o que tende a facilitar as negociações para os concorrentes no Brasil. Essa movimentação já está acontecendo – disse uma das fontes ouvidas pelo GLOBO.

Os chineses, que hoje participam de diversas linhas de financiamento da Oi, já informaram que só vão avaliar uma possível investida na tele após o Congresso aprovar o PLC 79, que vai transferir a concessão para autorização e gerar menos custos com a manutenção da telefonia fixa.

O fatiamento da Oi pode dar lugar à venda total da empresa para um investidor novo. Essa é uma opção também que não será descartada e vem sendo discutida pelos conselheiros – afirmou uma das fontes.

Tendência