Connect with us

Mercado de Ações

Magazine Luiza supera os R$40,00 reais e comprova a força no varejo

Publicado há

em

Os papéis MGLU3 fechou o ultimo pregão (11) de out, no valor de R$ 40,50, alta de (4,01%). Magalu rompeu topo e mostra sua força no varejo.

Recentemente magazine luiza desdobrou seus papéis em uma proporção de 8 por 1. o objetivo era tornar os ativos mais atrativos ao mercado e, dessa forma, aumentar a liquidez dos papéis.

Cada ação da companhia foi dividida em oito partes, de modo que ela passou a ser negociada de cerca de R$ 277 para em torno de R$ 36.

 Quem tinha uma ação MGLU3 em 5 de agosto passou a ter oito no dia seguinte, mas com um preço muito menor.

O que mudou foi a acessibilidade do papel. Antes, para um investidor comprar um lote padrão de 100 ações de Magalu era preciso ter em torno de R$ 27 mil. Com o desdobramento, o mesmo lote cai para cerca de R$ 3,6 mil. Assim, a empresa consegue dessa forma atingir um novo nicho de investidores.

Desdobramento também em 2017

Em agosto de 2017, o Magalu desdobrou os papéis na mesma proporção quando a cotação chegou em espantosos R$ 450 por papel.

O que explica esse sucesso

O Magazine Luiza iniciou seu trabalho como um comércio varejista físico da empreendedora Luiza Trajano, em 1957.

A marca transcende comerciais e promoções na TV uma revolução nos meio digitais.

Quando Frederico Trajano assumiu a presidência da empresa, logo revelou a vontade de explorar o mundo digital e trazer o “calor humano” também para o universo online. 

E essa concepção permitiu um crescimento de quase 600% quando a estratégia digital foi abraçada por todos os colaboradores.

De entregadores a vendedores, atendentes online à diretoria: todos passaram a utilizar o app online para reportar seu atendimento e receber feedback dos clientes. 

No ano de 2017, a companhia teve seu melhor resultado da história, com lucro líquido de R$389 milhões, um aumento de 300% comparado ao ano anterior. Nesse ano, suas vendas totalizaram R$14,4 bilhões.

Tendência